Wall Street encerra em leve baixa um ano de euforia

Wall Street encerrou em leve baixa um ano de euforia para as ações, enquanto as perspectivas para 2024 são incertas, por se tratar de um ano eleitoral nos Estados Unidos.

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,05%; o Nasdaq, de 0,56%; e o S&P 500, de 0,28%.

No conjunto do ano, impulsionado pela expectativa de que a economia faça um pouso suave após superar a inflação, o Dow Jones subiu quase 14%.

Mais representativo do mercado, o S&P 500 ficou a cerca de 1% da sua máxima histórica de janeiro de 2022, com uma alta de 24% no ano.

O Nasdaq disparou mais de 43%, tendo as empresas de tecnologia se beneficiado pelo frenesi gerado pela inteligência artificial.

"O mercado de ações foi excelente neste ano", comentou David Kotok, diretor de investimentos da Cumberland Advisors. Também passou por "uma pequena crise bancária, por greves e por uma piora da situação geopolítica", lembrou Art Hogan, da B. Riley Wealth Management.

"Começamos com medo de uma recessão e acabamos totalmente eufóricos, com a expectativa de que os juros irão cair. Agora que o mercado já precificou tudo isso, poderia depender muito mais dos resultados empresariais em 2024", avaliou Maris Ogg, da consultoria Tower Bridge Advisors.

A executiva espera um ano mais difícil para as margens empresariais, mas analistas apostam em um crescimento médio dos lucros de 12% em 2024.

vmt/nth/gm/atm/lb

Continua após a publicidade

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes