Petróleo atinge nível máximo em 7 semanas após recuperação de China e PIB dos EUA

Os preços do petróleo atingiram nesta quinta-feira (25) seu nível mais alto em sete semanas, após a divulgação de dados econômicos sólidos nos Estados Unidos e pelos esforços de recuperação da China.

O preço do barril Brent do Mar do Norte, negociado na Europa para entrega em março, subiu 2,98%, para 82,43 dólares, um máximo desde o fim de novembro de 2023.

Já o West Texas Intermediate (WTI), referência no mercado americano e para entrega no mesmo mês, subiu 3,02%, para 77,36 dólares, o que também é seu nível mais alto em quase sete semanas.

A diminuição dos estoques de petróleo nos Estados Unidos na semana passada e os riscos geopolíticos persistentes também deram impulso aos preços.

Vários indicadores nos Estados Unidos mostraram uma economia mais robusta que o esperado, a começar pela expansão do Produto Interno Bruto (PIB) no último trimestre de 2023, que cresceu 3,3% em estimativa anual frente aos 2% esperados.

"O crescimento do PIB americano certamente influi no aumento de preços, bem como nos pedidos de bens duráveis, que foram muito bons", indicou Bill O'Grady da Confluence Investment.

Na quarta-feira, o banco central chinês anunciou que haverá redução do coeficiente de reservas obrigatórias dos bancos, uma medida destinada a evitar a desaceleração do crescimento da segunda maior economia do mundo.

Apesar de as tensões no Oriente Médio não terem provocado perturbações no abastecimento até agora, elas "deram força ao sentimento de alta" no mercado do petróleo, opinam os analistas da Energi Danmark.

emb-vmt/ag/gm/rpr/am

Continua após a publicidade

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes