Petróleo fecha em baixa diante de possível trégua em Gaza

Os preços do petróleo mudaram de curso e encerraram o pregão desta quinta-feira (1º) em baixa, após o anúncio de uma possível trégua no conflito entre Israel e Hamas em Gaza.

A cotação do barril Brent do Mar do Norte, de referência na Europa e para entrega em abril, caiu 2,29%, para 78,70 dólares. Já o West Texas Intermediate (WTI), negociado no mercado americano e para entrega em março, perdeu 2,67%, para 73,82 dólares.

Os preços do WTI se mantiveram em campo positivo durante a maior parte da sessão, e chegaram a avançar até 1,45%.

Para o analista José Torres, da Interactive Brokers, os preços se sustentaram devido à decisão da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados na Opep+ de manter os cortes de produção sobre os quais já havia se comprometido.

Mas os ventos mudaram antes do fechamento com um anúncio do Catar, segundo o qual o Hamas deu uma "confirmação preliminar positiva" a uma proposta de trégua e de libertação de reféns já aprovada por Israel.

Contudo, uma fonte do Hamas disse à AFP que "ainda não há acordo sobre a implementação" da proposta e que "a declaração do Catar foi apressada e não está certa".

"Parece uma queima de largada", opina Andrew Lebow, do Commodity Research Group, "mas o mercado se posicionou para as vendas, na esperança de um cessar-fogo que poderia levar ao fim da guerra".

tu/eb/mel/dga/rpr/am

© Agence France-Presse

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes