Conteúdo publicado há 27 dias

Autoridades dos EUA se opõem a fusão bilionária na indústria da moda de luxo

O regulador de concorrência dos Estados Unidos (FTC) anunciou nesta segunda-feira (22) sua oposição a uma fusão bilionária no mundo da moda entre o grupo americano Tapestry, que inclui marcas como Coach, Kate Spade e Stuart Weitzman, e a Capri, que engloba Michael Kors, Versace e Jimmy Choo.

Segundo o FTC, essa união de US$ 8,5 bilhões (R$ 44 bilhões) "eliminará a concorrência direta entre as marcas da Tapestry e as da Capri".

A entidade considerou que, após essa operação anunciada em 10 de agosto de 2023, a Tapestry teria uma participação "dominante" no mercado de bolsas de "luxo acessível".

Os conselhos diretores de ambas as empresas haviam aprovado a fusão, que deveria ser concluída este ano.

A receita combinada das duas empresas ultrapassa os U$ 12 bilhões (R$ 62 bilhões) em 75 países.

Deixe seu comentário

Só para assinantes