Wizz Air planeja aumentar sua frota global em 35 aeronaves este ano e tem como meta 500 jatos até 2030, afirma CEO

DUBAI, 25 de janeiro de 2024 (WAM) -- A Wizz Air planeja aumentar sua frota global em 35 aeronaves no ano corrente para atender à crescente demanda por viagens aéreas, especialmente na aviação de baixo custo.

Em uma entrevista à Agência de Notícias dos Emirados (WAM), Jozsef Varadi, CEO da Wizz Air, afirmou que a empresa espera receber mais de 300 novas aeronaves nos próximos seis anos, com a meta de ultrapassar 500 até 2030. Ele expressou confiança de que uma parte significativa dessa nova frota será baseada no Oriente Médio, especificamente nos Emirados Árabes Unidos.

Atualmente, a Wizz Air tem 12 aeronaves baseadas em Abu Dhabi, com planos de expansão para 50 nos próximos quatro a cinco anos. Em 2023, a Wizz Air Abu Dhabi transportou mais de 3 milhões de passageiros, com expectativas de chegar a 10 milhões nos próximos quatro a cinco anos.

Varadi afirmou que a Wizz Air está pronta para encerrar o ano fiscal com força, tendo alcançado lucratividade e eficiência operacional próximas aos níveis pré-COVID. A empresa teve um crescimento significativo em 2023, com um aumento de 20% em comparação com o ano anterior e um aumento de 50% em relação a 2020, tornando-a uma das companhias aéreas de crescimento mais rápido.

No entanto, em 2024, Váradi observou que a companhia aérea prevê desafios devido a restrições na cadeia de suprimentos, especialmente relacionadas a inspeções de motores pelos fabricantes. Isso pode limitar a expansão da capacidade, apesar do crescimento da frota. E afirmou que a empresa tem atualmente cerca de 200 aeronaves, e cerca de 35 novas aeronaves serão entregues durante este ano, elevando o número total da empresa para mais de 500 até 2030.

"Apesar dos desafios com as cadeias de suprimentos, esperamos um desempenho semelhante em 2024 a 2023 em termos de capacidade e, em certas áreas, continuaremos a crescer, como em Abu Dhabi, onde esperamos que nossos negócios cresçam em até 25%", acrescentou.

E também enfatizou que o desempenho do mercado dos Emirados Árabes Unidos foi muito forte para a Wizz Air Abu Dhabi, observando que o crescimento da demanda por aviação está diretamente relacionado ao crescimento comercial e econômico.

Váradi ainda destacou que o crescimento significativo da demanda nos Emirados Árabes Unidos levou à duplicação de seus negócios em 2023, com expectativas de crescimento novamente este ano.


Continua após a publicidade



Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes