ADNOC e Etihad Rail operam a primeira viagem de trem entre Abu Dhabi e a cidade de Al Dhannah

ABU DHABI, 25 de janeiro de 2024 (WAM) -- O Dr. Sultan bin Ahmed Al Jaber, ministro da Indústria e Tecnologia Avançada, diretor-administrativo e CEO da Companhia Nacional de Petróleo de Abu Dhabi (ADNOC, na sigla em inglês), e membros da equipe de Liderança Executiva do grupo participaram da primeira viagem de trem da Etihad Rail que conecta as cidades de Abu Dhabi e Al Dhannah.

Uma vez operacional, o serviço ferroviário, que está atualmente em desenvolvimento, permitirá que a equipe e os contratados da ADNOC viajem entre os dois destinos.

Após a viagem de trem, o Dr. Al Jaber fez um tour pelo centro petroquímico e de downstream de escala mundial da ADNOC na Cidade Industrial de Al Ruwais. Foi quando ele foi atualizado sobre os projetos estratégicos de crescimento em Borouge 4, ADNOC Refining e o projeto Ruwais LNG.

"A parceria da ADNOC com a Etihad Rail está totalmente alinhada com nossas prioridades estratégicas para implementar com sucesso soluções de transporte que contribuam para o desenvolvimento e a prosperidade futura dos Emirados Árabes Unidos. De acordo com as diretrizes visionárias de nossa liderança e sob a supervisão de Sua Alteza, xeique Theyab bin Mohamed bin Zayed Al Nahyan, presidente da Etihad Rail, o desenvolvimento de serviços ferroviários de passageiros entre a cidade de Abu Dhabi e a cidade de Al Dhannah visa conectar os principais centros de comércio, indústria, manufatura, produção, logística e população dos EAU. O projeto Etihad Rail é mais do que apenas uma rede ferroviária, ele servirá como uma artéria vital para o crescimento econômico e o desenvolvimento de infraestrutura, ao mesmo tempo em que impulsiona a descarbonização, para o benefício dos Emirados Árabes Unidos e de seu povo", disse Dr. Sultan Ahmed Al Jaber.

O ministro emirático acrescentou que tem orgulho das instalações de classe mundial na Cidade Industrial de Al Ruwais e do compromisso e dedicação da equipe. "Nossas instalações e nossa força de trabalho especializada desempenham um papel fundamental no aprimoramento do status de nossa nação como líder global de energia responsável e confiável", continuou.

O serviço ferroviário de passageiros é uma continuação da estreita parceria estratégica entre a ADNOC e a Etihad Rail, com produtos de enxofre já sendo transportados por via férrea entre Shah e Habshan para o ponto de exportação na Cidade Industrial de Al Ruwais, permitindo que a ADNOC Sour Gas seja um dos principais produtores globais de enxofre.

Ao comentar sobre a forte parceria entre as duas empresas, Shadi Malak, CEO da Etihad Rail, destacou que, como parte dos esforços contínuos para estabelecer parcerias estratégicas nos setores público e privado, a Etihad Rail continua a trabalhar para desenvolver um sistema de transporte integrado no país, de acordo com as diretrizes da liderança emirática e sob a supervisão do presidente da empresa, o xeique Theyab bin Mohamed bin Zayed Al Nahyan.

"A Etihad Rail está fortalecendo a posição que os Emirados Árabes Unidos desfrutam como um centro global líder nos setores de logística, transporte e infraestrutura, fornecendo soluções de transporte mais eficazes e confiáveis, de acordo com os mais altos padrões internacionais e conectando cidades e indústrias com uma rede ferroviária segura e sustentável", comentou.

A parceria entre a ADNOC e a Etihad Rail visa fortalecer a resiliência da economia doméstica, maximizando o uso de recursos e serviços locais, incentivando a diversificação econômica e criando oportunidades de emprego para os cidadãos dos Emirados Árabes Unidos no setor privado.

Continua após a publicidade

O trabalho na expansão de Borouge 4, de US$ 6,2 bilhões (AED22 bilhões), está em andamento. Apoiando o programa In-Country Value da ADNOC, a fábrica de Borouge 4 deverá estar operacional em 2025 e produzirá mais 1,4 milhão de toneladas de polietileno, aumentando a capacidade de produção anual da ADNOC de poliolefinas produzidas nos Emirados Árabes Unidos para 6,4 milhões de toneladas.

A ADNOC Refining está quase concluindo seu Projeto de Flexibilidade de Petróleo Bruto, que expandirá a gama de produtos processados na Refinaria de Ruwais. A construção do projeto de Recuperação de Calor Residual foi concluída, com a instalação capturando calor residual para gerar até 230 megawatts adicionais de eletricidade - o equivalente às necessidades energéticas de milhares de residências.

Com o início das entregas de GNL previsto para 2028, o projeto de baixo carbono Ruwais LNG da ADNOC será a primeira instalação de exportação de GNL na região do Oriente Médio e Norte da África (MENA) a funcionar com energia de rede renovável e nuclear, o que a torna uma das usinas de GNL com menor intensidade de carbono do mundo. Quando concluído, o projeto, que consiste em dois trens de liquefação de GNL de 4,8 mmtpa com uma capacidade total de 9,6 mmtpa, mais do que dobrará a capacidade de produção de GNL da ADNOC para ajudar a atender à crescente demanda global por gás natural.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes