Comitê Superior da Fraternidade Humana pede promoção de sua causa projetando atividades transformadoras para inclusão e compreensão

ABU DHABI, 4 de fevereiro de 2024 (WAM) -- Khaled Al Ghaith, secretário-geral do Comitê Superior da Fraternidade Humana (HCHF, na sigla em inglês), declarou que o Dia Internacional da Fraternidade Humana serve como um farol, orientando o mundo no sentido de promover a compreensão, a compaixão e a unidade entre a diversidade da humanidade.

"Hoje, ao nos reunirmos para comemorar o Dia Mundial Internacional da Fraternidade Humana, somos lembrados dos valores essenciais que nos unem como uma comunidade global. Esse dia serve como um farol que nos orienta no sentido de promover a compreensão, a compaixão e a unidade entre a diversidade da humanidade", destacou Al Gaith em uma declaração que marca o dia, celebrado anualmente em 4 de fevereiro.

"A fraternidade humana vai além de fronteiras, idiomas e diferenças culturais. É um chamado para reconhecer a humanidade compartilhada que une a todos nós. Em um mundo que frequentemente enfrenta desafios e conflitos, a importância de promover o diálogo e a inclusão não pode ser exagerada. Este dia serve como um poderoso lembrete de que nosso bem-estar coletivo depende do reconhecimento e da celebração de nossos valores compartilhados", acrescentou.

''Ao refletirmos sobre o significado da fraternidade humana, vamos nos comprometer a planejar atividades transformadoras que promovam a inclusão e a compreensão. Workshops, intercâmbios culturais e iniciativas educacionais podem desempenhar um papel fundamental na quebra de barreiras e na promoção de um senso de afinidade entre indivíduos de diversas origens. É por meio dessas atividades que podemos construir pontes de empatia e compaixão, transcendendo fronteiras e contribuindo para a construção de uma sociedade global mais pacífica e tolerante", afirmou.

''Em um mundo que está se tornando cada vez mais interconectado, a necessidade de fraternidade humana nunca foi tão crucial. Hoje, vamos nos comprometer a abraçar nossa responsabilidade compartilhada de criar um mundo onde cada indivíduo seja respeitado, valorizado e compreendido. Ao defendermos os princípios da fraternidade humana, embarcamos em uma jornada rumo a um mundo mais harmonioso e interconectado, onde a riqueza da diversidade é celebrada e os laços de fraternidade e irmandade são fortalecidos."

Neste Dia Mundial Internacional da Fraternidade Humana, concluiu, "reafirmemos nosso compromisso de construir um futuro em que prevaleça o espírito de compreensão e inclusão e em que os laços de fraternidade nos unam a todos em nossa humanidade comum".

Em 21 de dezembro de 2020, a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou uma resolução designando o dia 4 de fevereiro como o Dia Internacional da Fraternidade Humana, a ser comemorado anualmente a partir de 2021.

A resolução reconhece as iniciativas que promovem o diálogo inter-religioso e intercultural e incentiva todos os Estados Membros a promover ativamente uma cultura de paz, tolerância, inclusão, compreensão e solidariedade.

Em especial, reconhece a reunião histórica de 4 de fevereiro de 2019, entre o papa Francisco, chefe da Igreja Católica, e o grande imã de Al-Azhar, Ahmad al-Tayeb, em Abu Dhabi, que levou à assinatura do "Documento sobre Fraternidade Humana para a Paz Mundial e a Convivência".

Continua após a publicidade

A observância vem à luz dos esforços e do papel influente desempenhado pelos Emirados Árabes Unidos para promover e disseminar os valores e princípios de paz, tolerância e coexistência em nível global.



Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes