Antes 'fracotes', SUVs pequenos comandarão mercado dos EUA

Keith Naughton

(Bloomberg) -- Craig e Tiffany Sollman são o tipo de consumidor que as fabricantes americanas de sedãs costumavam ter: ele tem 41 anos, ela tem 33 e o bebê deles, Micah, acaba de completar três meses de idade. A família Sollman, contudo, nunca chegou a dar muita atenção para um sedã antes de desembolsar US$ 24.000 por um SUV Toyota RAV4 cor de canela.

"A dirigibilidade é ótima. O carro tem bom desempenho por litro e há espaço atrás para os acessórios do bebê", disse Craig, por e-mail, porque ele e a esposa estão ocupados demais com Micah para conversar por telefone. "A melhor amiga da minha esposa deu à luz uma menina um mês depois de nós e também resolveu comprar um Toyota RAV4".

As décadas de domínio do sedã familiar -- do Chevrolet Bel Air nos anos 1950 ao Toyota Camry da atualidade -- estão chegando ao fim. SUVs compactos como o RAV4, o Honda CR-V e o Ford Escape são os novos carros escolhidos pelas famílias. Os SUVs pequenos começaram a vender mais que o Camry, o Honda Accord e outros sedãs médios no verão americano passado; neste ano, eles superarão os carros tradicionais e terão a maior fatia do mercado automotivo do país norte-americano pela primeira vez, segundo a empresa de pesquisas LMC Automotive.

"Os sedãs costumavam ser o segmento principal, mas agora os SUVs compactos viraram a bola da vez", disse Jeff Schuster, vice-presidente sênior de projeções da LMC em Troy, Michigan. "Realmente tem havido uma mudança nos gostos de uma maneira geral".

O que impulsiona essa mudança drástica é uma sociedade que gosta de dirigir nas alturas e viver com luxo. Os SUVs modernos não se parecem muito aos brutamontes de antes. Eles não consomem exageradamente: um CR-V faz 33 milhas por galão (14 quilômetros por litro) na estrada. Eles não sacodem: muitos são construídos com chassis automotivos que permitem uma condução suave. Eles são acessíveis: o preço médio é de US$ 26.400, apenas US$ 700 a mais do que um carro de médio porte, segundo o Edmunds.com.

Apelo amplo

Existe também um apelo mais amplo do que quando os SUVs Toyota e Honda foram lançados, no final dos anos 1990. Na época, eles eram desprezados e chamados de "utilitários bonitinhos" que não tinham a força nem o prestígio das grandes Hummers e Navigators que Detroit produzia.

Hoje, esses utilitários se transformaram -- assim como os telefones com flip que viraram smartphones -- em modelos estilosos com a última tecnologia em segurança e infoentretenimento.

"O SUV compacto é muito semelhante a um carro de tamanho médio, só que mais alto e com uma capacidade de carga mais flexível", disse Jessica Caldwell, analista sênior do site de preços de automóveis Edmunds.com.

A segurança também está dando força a essa mudança. Craig, que trabalha na distribuidora local de água em Greenville, na Carolina do Sul, disse que sua esposa se sente mais segura no RAV4 porque dirige em uma posição mais elevada que o trânsito.

"As pessoas se sentem mais seguras quando estão em uma posição mais alta e têm uma visão melhor da estrada", disse Caldwell. "Não importa se é verdade ou não, essa é a percepção que se tem".

Mortalidade menor

Neste caso, a realidade corresponde à percepção: os SUVs compactos registram uma taxa de 23 mortes de motoristas para cada 1 milhão de veículos, contra 35 dos carros médios, segundo uma análise a dados federais de acidentes do Instituto de Seguro para a Segurança nas Rodovias dos EUA (IIHS, na sigla em inglês).

Os SUVs têm uma vantagem no peso "e ter mais peso representa mais proteção contra acidentes", disse Russ Rader, porta-voz do IIHS. "Existe também uma vantagem de segurança por sentar-se mais alto no veículo, porque esses carros colocam o motorista um pouco acima do ponto de impacto em caso de acidente".

Para atender a demanda, a Toyota começou a importar o RAV4 do Japão no ano passado, complementando a produção da fábrica canadense, que está a pleno vapor. As vendas do modelo deram um salto de 18 por cento em 2015, levando-o a ultrapassar o Ford Escape e a se tornar o segundo SUV compacto mais vendido dos EUA.

Título em inglês: 'Small SUVs, Once Mocked as Wimpy, Are About to Rule U.S. Market'

Para entrar em contato com o repórter:

Keith Naughton, em Southfield, Michigan, knaughton3@bloomberg.net.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos