Topo

Você não é o único: 13 milhões escondem conta bancária do parceiro nos EUA

Lumi Mae/UOL
Imagem: Lumi Mae/UOL

David Scheer

03/02/2016 15h28

(Bloomberg) -- Esqueça a Suíça. A nova conta secreta é a que você esconde do seu cônjuge.

Cerca de 13 milhões de norte-americanos esconderam do parceiro uma conta-corrente, de poupança ou de cartão de crédito, segundo um estudo divulgado na quarta-feira (3) pela CreditCards.com.

Uma parcela ligeiramente maior de mulheres (cerca de 6%) do que de homens (5%) disse que guarda dinheiro escondido, uma diferença que está dentro da margem de erro.

Mas existe outra tendência mais acentuada: os jovens tendem a ser mais propensos aos segredos do que os mais velhos –ou, pelo menos, a admitir isso quando um desconhecido liga para fazer uma pesquisa.

"É possível que os membros da geração Y se sintam mais à vontade para revelar esse tipo de coisa nesse ambiente", disse Matt Schulz, analista industrial sênior na CreditCards.com, um mercado online de cartão de crédito afiliado ao Bankrate.

Ele disse estar surpreso pelo número de norte-americanos que escondem contas, especialmente porque isso "pode causar problemas reais em um relacionamento".

Sem mencionar nas finanças. "Não há maneira de fazer um orçamento significativo se você não sabe exatamente o que está entrando e o que está saindo", disse Schulz.

A situação se estendeu a uma divisão em épocas de eleição conturbada deste ano: democratas e republicanos mostraram o mesmo nível nesse sentido, cerca de 5%.

A pesquisa da CreditCards.com, com 1.003 pessoas nos Estados Unidos, foi conduzida de 7 a 10 de janeiro por telefone pela Princeton Survey Research Associates International.

Mais Economia