Bolsas

Câmbio

Fortalecimento do peso ajuda empresas mexicanas endividadas

Ben Bain e Ben Bartenstein

(Bloomberg) - Pagar as dívidas denominadas em dólar acabou de ficar um pouco mais barato para algumas das maiores empresas do México.

O peso subiu 4,5 por cento desde que as autoridades monetárias surpreenderam os traders na semana passada anunciando um conjunto de três medidas para fortalecer a moeda, que tinha registrado o pior desempenho entre seus pares mais negociados neste ano. Trata-se de um alívio para as empresas mexicanas, que venderam US$ 33 bilhões em bonds em dólar nos últimos dois anos a fim de aproveitar a demanda de investidores estrangeiros, mas acabaram com uma dívida inflada na moeda local porque o peso despencou 28 por cento nos últimos 18 meses.

"As medidas impediram o que estava começando a ser uma taxa de câmbio descontrolada", disse Rafael Elias, diretor de estratégias de mercados emergentes da Cantor Fitzgerald. "Isso é claramente positivo para as empresas com dívidas em dólar. Agora ficou menos caro para elas pagarem".

O temor de que a Cemex, maior fabricante de cimento do continente americano, tivesse dificuldade para pagar dívida em dólar provocou perdas em seus bonds no ano passado e a construtora Empresas ICA deu o calote em US$ 1,35 bilhão em títulos em dezembro porque ficou mais caro pagar os bonds denominados em moedas estrangeiras. A empresa de panificação Grupo Bimbo e a engarrafadora Fomento Económico Mexicano (Femsa) têm pelo menos 80 por cento de dívida denominada em moedas estrangeiras, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

O peso registrou sua melhor semana desde 2011 depois que autoridades disseram na quarta-feira que vão aumentar a taxa básica de juros, reformular um programa de intervenção a fim de conter a volatilidade e reduzir o gasto público. O presidente do banco central Agustín Carstens disse que as autoridades monetárias querem ancorar o peso aos fundamentos da economia do México onde, segundo projeção dos analistas, o crescimento vai acelerar pelo terceiro ano consecutivo.

Assessores de imprensa da Bimbo não responderam a mensagens telefônicas nem a um e-mail em busca de comentários. Jorge Pérez, porta-voz da Cemex, preferiu não comentar. Assessores de imprensa da Femsa e da ICA não quiseram comentar.

Título em inglês: 'Mexico's Moves to Bolster Peso Good For Indebted Industry Titans'

Para entrar em contato com os repórteres: Ben Bain, na Cidade do México, bbain2@bloomberg.net; Ben Bartenstein, em Nova York, bbartenstei3@bloomberg.net

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos