Bolsas

Câmbio

Cinco coisas que vão dar o que falar hoje

Lorcan Roche Kelly

(Bloomberg) - A libra esterlina despencou, as bolsas recuaram e o petróleo caiu. Eis alguns dos assuntos que vão dar o que falar nos mercados nesta manhã.

Queda da libra esterlina

A libra britânica era negociada a menos de US$ 1,39 nesta manhã porque a pressão sobre a moeda continuava. Os analistas projetam níveis não vistos desde 1985 se o Reino Unido decidir sair da União Europeia no referendo de junho. Como a volatilidade está aumentando, a formação de preços no mercado de opções sugere que a moeda cairá mais frente a todas as outras do G10 nos próximos seis meses. A libra esterlina estava cotada a US$ 1,3894 às 10:54 em Londres.

Bolsas em queda

Os mercados caíram ontem à noite na Ásia. O MSCI Asia Pacific Index recuou 0,9 por cento e o índice Topix, do Japão, caiu 0,5 por cento. Na China, o Shanghai Composite Index avançou 0,9 por cento, ao passo que as ações chinesas que operam em Hong Kong declinaram 1,3 por cento porque o yuan caiu 0,13 por cento, para 6,5352 por dólar dos EUA. As ações europeias recuavam 2,1 por cento às 11h10, horário de Londres, e as companhias mineradoras registravam o pior desempenho. Os futuros do S&P 500 caíam 0,7 por cento.

Petróleo em baixa

O petróleo está prolongando seu declínio. O barril de West Texas Intermediate para entrega em abril recuava 96 centavos de dólar, para US$ 30,91, às 11h20, horário de Londres. A queda ocorre porque o acordo tentativo para congelar a produção de petróleo parece estar fracassando. A nova série web animada da Bloomberg, Sooner Than You Think, analisa as perspectivas para o petróleo a longo prazo e sugere que vem mais uma crise do petróleo bruto por aí, e não será possível recuperar-se dela.

Alta dos bonds

Para completar o cenário de aversão ao risco nos mercados nesta manhã, os preços da dívida soberana que serve de "refúgio seguro" estão subindo. A dívida alemã, que teve um yield médio abaixo de zero nas últimas semanas, está observando um maior achatamento na curva de yields no quinto dia seguido de recuperação da nota com vencimento em trinta anos. Os bonds do governo dos EUA estão avançando pelo segundo dia consecutivo com uma queda de três pontos-base, ou 0,03 pontos percentuais, nos yields da nota com vencimento em dez anos, para 1,70 por cento, às 11h07, horário de Londres, segundo dados do Bloomberg Bond Trader.

Triunfo de Trump

A campanha de Donald Trump para ser o candidato do Partido Republicano na eleição presidencial dos EUA ganhou mais impulso depois da vitória decisiva ontem nas reuniões políticas de Nevada. Faltando menos de uma semana para a chamada Super Terça-Feira, deter o impulso de Trump está se tornando prioridade para os republicanos que prefeririam um candidato menos polarizador.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos