Bolsas

Câmbio

Refinarias dos EUA pagam mais por petróleo mexicano

Meenal Vamburkar

(Bloomberg) -- O petróleo mexicano ficou mais caro para refinarias da Costa do Golfo nos EUA, com a disparada da demanda por gasolina antes da temporada de férias de verão.

A divisão de negociação da Petróleos Mexicanos reduziu o desconto no barril do tipo Maya para refinarias do Golfo de US$ 2,75 em abril para US$ 1,80 em maio, o menor desde julho. A demanda por gasolina está no maior nível em pelo menos três décadas para esta época do ano.

"A demanda por gasolina tem sido muito boa e ainda nem chegamos ao pico da temporada", disse Sam Margolin, principal analista da Cowen & Co. "Esse é o fator primário."

Com preços baixos nos postos incentivando viagens nas estradas durante os meses de verão, é razoável esperar que as refinarias trabalhem com taxas de utilização elevadas, ele disse. O consumo de gasolina deve crescer 1,4 por cento em 2016, a partir de um aumento estimado de 2,6 por cento nas viagens rodoviárias, de acordo com o Departamento de Informações de Energia dos EUA.

Outro fator que afeta a demanda é que as refinarias dos EUA estão voltando de períodos de manutenção, disse John Auers, vice-presidente executivo da Turner Mason & Co.

Os últimos dois anos foram ainda piores para as refinarias da Costa do Golfo, responsáveis por mais da metade da capacidade de processamento do país. O desconto por barril em relação a uma fórmula de preços de referência estava em US$ 1,20 em maio do ano passado e em apenas US$ 0,45 um ano antes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos