Bolsas

Câmbio

Projeção para yuan confunde analistas diante de alta do dólar

Bloomberg News

(Bloomberg) -- Os analistas de yuan não conseguem chegar a um acordo a respeito de como o banco central da China responderia a um dólar mais forte.

Isto ajuda a explicar por que as projeções para o yuan diante de uma cesta de moedas para o restante de 2016 variam de uma valorização de 5,6% para uma queda de 12% em uma pesquisa da agência de notícias Bloomberg com 20 estrategistas e investidores.

Os resultados refletem o dilema que o banco central da China terá que enfrentar caso o Federal Reserve eleve as taxas de juros, gerando uma valorização da moeda americana.

Se permitir que o yuan suba com o dólar, a China diminuirá o temor de desvalorização à custa dos exportadores do país. Se permitir mais prejuízos em relação à cesta ponderada pelo comércio, corre o risco de impulsionar saídas de capital desestabilizadoras.

Desde janeiro, o banco central da China teve facilidades porque o yuan acompanhou a desvalorização do dólar, dando às exportações uma vantagem competitiva em relação a rivais como o Japão e dando a aparência de estabilidade.

Agora o dólar está revertendo a tendência: subiu na segunda-feira e somou um avanço de 2,3% em cinco dias, o maior em um ano.

"Se o dólar avançar muito mais, isso reinjetará muito rapidamente um certo grau de instabilidade no regime cambial da China", disse Ray Farris, diretor-gerente e chefe de estratégia macro para a Ásia do Credit Suisse em Cingapura.

"O mercado cambial e os fluxos de capitais se estabilizaram não porque as coisas estejam muito melhores na China no nível macroeconômico, e sim, em grande parte, simplesmente porque o dólar se desvalorizou".

O CFETS RMB Index encerrará o ano em 97, praticamente inalterado em relação ao total de 96,61 de sexta-feira, segundo a mediana das projeções da pesquisa da Bloomberg realizada no fim de abril.

O Royal Bank of Canada diz que as autoridades chinesas não têm muita escolha além de permitir a desvalorização do yuan.

"Você precisa se perguntar -- quando a história macro está apontando para um caminho, para onde você espera que vá a moeda?", disse Sue Trinh, chefe de estratégia cambial asiática do Royal Bank of Canada em Hong Kong. O banco projeta que o índice cairá para 85 até o fim do ano. "É interessante para a China desvalorizar o yuan em relação a tudo, inclusive ao dólar".

O dólar está se recuperando após seu pior trimestre desde 2010 devido à especulação de que o Fed ainda se mantém na rota da elevação dos juros neste ano, mesmo após os sinais de desaceleração do crescimento do mercado de trabalho americano.

Embora esteja praticamente inalterado em relação ao dólar em 2016, o yuan caiu 4,3% na comparação com uma cesta de moedas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos