Bolsas

Câmbio

Análise: Testes de estresse dão pouco alívio a bancos da Europa

Lionel Laurent

(Bloomberg) -- Os testes de estresse dos bancos da Europa tendem a seguir um padrão previsível.

Os investidores analisam minunciosamente a metodologia, consideram que ela é deficiente, mas acreditam nos resultados com base na transparência maior e na perspectiva do fim das antigas preocupações com a solidez do capital. O rali perde força com praticamente a mesma velocidade quando os mercados acordam para o fato de que, com as pressões por lucro, a economia fraca e os limites regulatórios, nada pode ser corrigido permanentemente.

Os testes de estresse de 2016 inicialmente começaram praticamente da mesma forma -- mas o rali perdeu força em questão de horas, e não de dias. Talvez este seja um sinal de que não ter uma avaliação mínima e efetivamente dar atestado de boa saúde para todos os 51 bancos testados, menos um, não é nenhuma novidade na longa história de recuperação dos bancos da Europa.

Esta coluna não reflete necessariamente a opinião da Bloomberg LP e de seus proprietários.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos