PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

UBS se une a outros bancos para implantação de moeda digital

Noah Buhayar

24/08/2016 12h39

(Bloomberg) -- O UBS Group e bancos dos dois lados do Oceano Atlântico planejam solicitar aprovação das autoridades reguladoras para uma nova forma de dinheiro digital para acertar transações financeiras, economizando tempo e custos.

O UBS, pioneiro na moeda digital conhecida como USC (sigla em inglês para "utility settlement coin"), uniu forças com Deutsche Bank, Banco Santander, ICAP e Bank of New York Mellon para testar o sistema em um ambiente "de mercado real", afirmou em comunicado divulgado na quarta-feira o banco com sede em Zurique.

O projeto usa a tecnologia blockchain, que é a base do bitcoin, e permite que os bancos paguem por instrumentos financeiros sem precisar aguardar a conclusão de transferências realizadas de maneira tradicional.

"Atualmente, o processo de pagamento e compensação envolve muitas instituições", afirmou no comunicado Paul Maley, diretor-gerente da área de clientes institucionais do Deutsche Bank.

"É vital a colaboração com nossos pares para desenvolver alternativas viáveis aos modelos atuais, criando novas capacidades digitais para a indústria de serviços financeiros."

A ideia de utilizar dinheiro digital por meio de blockchain interessa executivos de Wall Street porque pode acelerar as transações e liberar capital. Bancos de investimento, incluindo o Citigroup, também estão desenvolvendo projetos, na esperança de aprimorar o sistema atual, que pode demorar dias para transferir dinheiro para o outro lado da cidade ou outro lado do mundo, imobilizando bilhões de dólares.

O consórcio argumentará que o novo sistema vai melhorar a transparência para as autoridades reguladoras. Os bancos continuarão o diálogo com representantes de bancos centrais e agências para garantir a conformidade do USC com as regras.

As instituições esperam trazer outras para o consórcio à medida que o projeto avança, de acordo com o comunicado do UBS.

"O dinheiro digital é um componente central da estrutura do mercado financeiro do futuro, com base em tecnologias blockchain", afirmou no comunicado Hyder Jaffrey, responsável por investimentos estratégicos e inovação em tecnologia financeira da divisão de corretagem do UBS. Esse modo de compensação "é focado em facilitar um novo modelo de dinheiro digital de bancos centrais."