Bolsas

Câmbio

El-Erian e Pimco recomendam cautela após alta da Bolsa nos EUA

Wes Goodman

(Bloomberg) -- Mohamed El-Erian e seus antigos colegas na Pacific Investment Management Co. (Pimco) afirmam que é boa hora para aproveitar o avanço recente dos mercados financeiros e diminuir a exposição a risco.

Após o recorde do índice Dow Jones, embalado pela expectativa de que o governo de Donald Trump trará a inflação de volta para a maior economia do mundo, alguns investidores começam a expressar preocupações. A questão é se o presidente eleito conseguirá entregar as promessas de estímulo fiscal e expansão do emprego com um Congresso rebelde.

"Faz total sentido tirar algum dinheiro do mercado", afirmou El-Erian, que hoje é o principal conselheiro de economia da Allianz e colunista da Bloomberg View. "Os preços não contemplam qualquer erro de política. Não contemplam acidentes no mercado. E ignoram todo tipo de problema político", ele declarou à Bloomberg TV na terça-feira.

Em outubro, El-Erian revelou que aplicou aproximadamente 30 por cento de seu próprio dinheiro em instrumentos de renda fixa de risco mínimo e alta liquidez ("cash").

A Pimco vem reduzindo suas aplicações em títulos de alto rendimento, segundo Mark Kiesel, diretor de investimento para crédito global da instituição que é sediada em Newport Beach, na Califórnia, e controlada pela Allianz, que tem sede em Munique.

"Na verdade, temos diminuído o risco", declarou Kiesel à Bloomberg TV também na terça-feira. "De fato, gostamos de deter um pouco mais de cash nos mercados de crédito."

As promessas de Trump de reduzir impostos e gastar mais estão por trás das expectativas de maior crescimento e inflação nos EUA. Ele também culpou China e México pela eliminação de empregos de trabalhadores americanos e ameaçou implementar tarifas de importação.

Rendimento dos dividendos

Com o avanço das bolsas neste ano, o Dow Jones deu retorno de 18 por cento incluindo dividendos reinvestidos, segundo dados compilados pela Bloomberg. O resultado é uma queda no rendimento dos dividendos do índice para 2,39 por cento, ou menos do que o rendimento do título do Tesouro americano com prazo de 10 anos, na casa de 2,57 por cento.

Títulos de alto rendimento de emissores dos EUA proporcionaram retorno de quase 17 por cento neste ano, segundo os índices Bloomberg Barclays. Os papéis pagam aproximadamente 4 pontos percentuais a mais do que os títulos do Tesouro, o menor spread em mais de dois anos.

Analistas do Goldman Sachs Group estão entre os que sugerem cautela em relação ao mercado acionário dos EUA no momento. Qualquer pacote grande de estímulo fiscal corre o risco de alimentar mais a inflação do que o crescimento econômico, o que, por sua, vez, elevaria os juros e prejudicaria as ações, segundo o raciocínio dos analistas do banco. O movimento seria uma ameaça à "festa no mercado acionário", escreveram em relatório.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos