Bolsas

Câmbio

Intel comprará Mobileye por US$ 15 bi para apostar nos carros

Ian King

(Bloomberg) -- A Intel planeja comprar a empresa israelense Mobileye por cerca de US$ 15 bilhões, sua segunda maior aquisição e uma tentativa cara de passar na frente de rivais como a Qualcomm na tecnologia para carros autônomos.

A fabricante de chips dos EUA pagará US$ 63,54 por ação em dinheiro pela Mobileye, que tem sede em Jerusalém, segundo comunicado de ambas as empresas divulgado nesta segunda-feira. A oferta é um prêmio de 34 por cento em relação ao valor de encerramento da Mobileye na sexta-feira. As ações dessa empresa subiam 30 por cento, para US$ 61,31, às 10:48 em Nova York.

A Intel está tentando acelerar os esforços relacionados àquilo que muitas empresas de chips encaram como a próxima grande oportunidade: os carros autônomos e os dados que eles geram. Com a Mobileye, a Intel ganha a capacidade de oferecer às fabricantes de automóveis um pacote maior de todos os componentes de que precisarão à medida que os veículos se tornarem autônomos. A empresa com sede em Santa Clara, Califórnia, estima que o mercado de sistemas veiculares, dados e serviços será de até US$ 70 bilhões em 2030.

"Eles estão pagando um prêmio enorme para acompanhar o ritmo e tentar conseguir a liderança, em vez de começar do zero", disse Mike Ramsey, analista da empresa de pesquisa sobre tecnologia Gartner.

Embora os chips da Intel sejam dominantes em computadores pessoais e centros de dados, a maior fabricante de semicondutores do mundo tem tido dificuldades para propagar o uso de seus produtos por outras áreas nas quais os semicondutores baseados nos designs da ARM Holdings têm prevalecido. Sob o comando do CEO Brian Krzanich, a Intel tem buscado entrar em diversos segmentos, de drones a caixas registradoras. A iniciativa gerou uma quantidade limitada de receita nova que ainda não ampliou o crescimento das vendas da Intel em geral, e o lucro da companhia continua dependente dos PCs e dos servidores.

Fabricantes de veículos e empresas de tecnologia estão lutando para estabelecer uma posição de liderança no mercado. Os chips da Intel estão presentes em 30 modelos de veículos atualmente nas ruas e são usados em centenas de veículos autônomos de teste, informou a empresa em janeiro. A Intel e a Mobileye já haviam se unido à BMW e planejam lançar carros totalmente autônomos em 2021. As companhias estão despachando uma frota de 40 sedãs autônomos Série 7 neste ano para ajustar os sistemas ao complexo trânsito urbano.

O setor de serviços digitais para automóveis poderia chegar a 1,9 trilhão de euros (US$ 2.03 trilhões) em 2025, em contraste com os 860 bilhões de euros atuais, segundo Sarwant Singh, sócio sênior da empresa de pesquisa de mercado global Frost & Sullivan. Em entrevista, no início deste ano, Singh atribuiu boa parte do sucesso da Mobileye ao fato de a empresa ter sido a primeira deste campo.

A oferta da Intel representa um valor acionário de cerca de US$ 15,3 bilhões e um valor corporativo de US$ 14,7 bilhões, segundo o comunicado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos