Bolsas

Câmbio

Pinterest busca nova receita com anúncios antes de possível IPO

Sarah Frier

(Bloomberg) -- O Pinterest começa a buscar um segmento de anunciantes que poderá um dia contribuir para um quarto de sua receita: pequenas e médias empresas.

A empresa revelou um novo programa na quarta-feira, chamado Pinterest Propel, que oferece serviços especiais para novos anunciantes pouco familiarizados com o funcionamento do site. Ao comprometer-se a investir até US$ 100 por dia em anúncios do Pinterest, as empresas obtêm suporte e instruções extras e o Pinterest criará alguns dos anúncios para elas. A startup está oferecendo a opção também às agências de marketing, que recebem dicas personalizadas de especialistas em anúncios do Pinterest para até três clientes.

O Pinterest está recrutando anunciantes de menor porte em parte porque as pessoas vão ao site da companhia para se inspirarem em ideias únicas. No Pinterest, as pessoas postam e procuram imagens que possam usar para planejar férias, casamentos, reformas domésticas e pratos culinários, por exemplo -- e os anúncios têm visual semelhante ao das postagens de qualquer outro usuário. Fabricantes de móveis sob medida e estilistas tendem a ser empresas menores e estão dispostos a investir para crescer, disse Tim Kendall, presidente do Pinterest.

Apesar de as pequenas empresas não investirem tanto em marketing, a combinação delas é uma enorme fonte de receita de anúncios para os gigantes digitais Google e Facebook. O Google é especialmente popular entre as empresas menores que compram grandes quantidades de anúncios para as buscas on-line, ajudando a empresa a gerar quase US$ 80 bilhões em receitas com anúncios no ano passado. O Pinterest é um rival emergente do negócio de buscas do Google porque a startup conhece bastante sobre o que as pessoas estão procurando para comprar on-line -- uma informação valiosa que os anunciantes normalmente vão ao Google para acessar.

"Esta é uma enorme parte do mercado de publicidade e por isso nos coloca em posição de capturar mais crescimento", disse Kendall. Há um ano, o Pinterest abriu um programa de anúncios self-service e viu um conjunto diverso de empresas pagar por promoções. A companhia já tem usado seu programa Propel com anunciantes como Ghirardelli Chocolate e Too Faced Cosmetics e descobriu que ele tornou seus anúncios mais baratos e efetivos, disse Kendall.

A companhia está diversificando seu negócio de publicidade antes de uma possível oferta pública inicial. O Pinterest mira mais de US$ 500 milhões em receita neste ano, segundo uma pessoa familiarizada com o assunto -- objetivo reportado anteriormente pelo website de notícias de tecnologia Recode. O Pinterest preferiu não comentar sua meta de receita, mas Kendall espera que o Propel contribua com até 25 por cento das vendas nos próximos anos.

"Quando você se concentra no crescimento de seu negócio e em ir atrás de uma fatia maior de segmentos diferentes, coisas como um IPO, por exemplo, surgem naturalmente quando se mostra um crescimento realmente forte", disse Kendall, apesar de ressaltar que oficialmente não há planos de realizar um IPO. "Estamos muito satisfeitos com o crescimento das receitas até o momento e acho que isso vai ajudar muito."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos