Bolsas

Câmbio

Manchester United lidera liga da riqueza do futebol após seca

Tariq Panja

(Bloomberg) -- A temporada do Manchester United, com seu menor número de vitórias na Premier League, não impediu o time 20 vezes campeão inglês de garantir a liderança isolada da lista dos clubes mais valiosos do futebol.

O United, que terminou em sexto lugar na liga e não a conquista desde a saída do célebre técnico Alex Ferguson, em 2013, ampliou seu valor para 3,1 bilhões de euros (US$ 3,5 bilhões), segundo a empresa de contabilidade KPMG. O aumento colocou o clube, de propriedade da família Glazer, dos EUA, à frente do gigante espanhol Real Madrid, com quem compartilhou o primeiro lugar no ano passado.

A ascensão do United é ainda mais notável pelo fato de a equipe não ter disputado a Liga dos Campeões, competição de elite da Europa, o ano inteiro. A posição obtida na liga doméstica teria descartado o clube por mais 12 meses, mas a vitória na Liga Europa, uma competição de segundo escalão, qualificou o United para a disputa do principal torneio europeu na temporada que vem, evitando assim a perda de milhões em renda com patrocínio, inclusive de seu fornecedor de uniformes, a Adidas.

Baseando suas avaliações em informações financeiras publicamente disponíveis, a KPMG descobriu que as 32 equipes incluídas em seu estudo tinham um valor combinado de 29,9 bilhões de euros, 14 por cento superior ao de 2016, primeiro ano em que o relatório foi publicado. Cerca de um terço desse valor está concentrado em apenas três equipes: United, Real Madrid e FC Barcelona.

O United, atualmente treinado por José Mourinho, quebrou o recorde de transferências na temporada passada, pagando 89 milhões de libras (US$ 114 milhões) para trazer seu ex-jogador da equipe juvenil Paul Pogba de volta da Juventus. A chegada dele não desencadeou uma grande mudança de sorte da equipe nos jogos. O número de vitórias na Premier League, 18, é o pior desde a formação da liga, em 1992.

Com US$ 3,5 bilhões, o Manchester United valeria mais do que o sugerido pelo mercado de ações. A ação listada em Nova York apresenta alta de mais de 20 por cento neste ano, o que lhe garante um valor de mercado de US$ 2,8 bilhões. O Real Madrid caiu uma posição no ranking apesar de ter conquistado seu primeiro título espanhol em cinco anos e se classificado para a final da Liga dos Campeões, que será disputada em Cardiff, em 3 de junho.

A Premier League concentra seis dos 10 clubes mais valiosos deste ano. A primeira divisão inglesa gerou consistentemente receitas maiores do que as de seus rivais europeus e acaba de completar a primeira temporada de seu mais lucrativo contrato de televisão, que fez com que o último colocado do torneio, o Sunderland, recebesse 100 milhões de libras em receita distribuída de forma central.

"Em termos de valor dos direitos de mídia, a Premier League inglesa se posiciona confortavelmente no topo das ligas europeias, embora outras grandes ligas tenham delineado estratégias bem definidas para competirem pela atenção dos fãs globais", disse Andrea Sartori, chefe global de esportes da KPMG e autor do relatório.

A adversária do Real Madrid na final de sábado, a Juventus, é o único time italiano a figurar entre os 10 primeiros da lista da KPMG. O valor da campeã italiana aumentou 24 por cento de um ano para o outro, segundo o relatório.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos