Bolsas

Câmbio

Airbnb prepara serviço de luxo para competir com hotéis, dizem fontes

Olivia Zaleski

(Bloomberg) -- A Airbnb está perto de lançar um novo serviço que oferecerá aos clientes aluguéis de casas e apartamentos com qualidade verificada. O objetivo deste produto é atrair hóspedes de renda mais elevada que ainda não usam o aplicativo Airbnb porque preferem as comodidades dos hotéis elegantes, segundo três pessoas familiarizadas com o projeto.

O serviço, que deverá ser lançado de forma piloto com um grupo seleto de anfitriões ainda nesta semana, enviará inspetores da Airbnb à casa dos anfitriões para garantir o cumprimento de uma série de padrões de qualidade estipulados pela empresa, disseram duas dessas pessoas. Se aprovadas na inspeção, as residências serão qualificadas para uma seção destacada do site e dos aplicativos móveis da Airbnb, disseram as pessoas.

A empresa tem incentivado os anfitriões a se comportarem mais como hotéis, mas esta é a primeira vez que quartos de alto padrão serão oferecidos em um produto distinto com inspeções oficiais e incentivos para os participantes. O serviço é chamado dentro da empresa de "Select", mas as pessoas ouvidas disseram que o nome oficial ainda não foi definido. Elas pediram para não serem identificadas ao discutir um produto não anunciado. O serviço completo poderá ser lançado até o fim de 2017. A Airbnb preferiu não comentar o assunto.

A oferta de opções de aluguéis de luxo pode ajudar a Airbnb a atrair viajantes mais velhos e ricos, que hesitavam em efetuar reservas na plataforma de compartilhamento de residências por considerar que a modalidade é menos elegante que um quarto de hotel de luxo, disseram as pessoas. Esses usuários representam uma possível fonte de receita nova e lucrativa para a startup de nove anos, que começou como um site de reserva de sofás para jovens que buscavam gastar pouco. A Airbnb fica com uma porcentagem do custo de cada reserva, portanto um produto mais caro pode estimular o crescimento das receitas e ajudar a justificar a avaliação de US$ 31 bilhões da empresa de capital fechado.

O novo programa pode preocupar operadoras de redes de hotéis como Hilton Worldwide Holdings e Marriott International. Ambas perderam alguns clientes na extremidade inferior dos custos para a Airbnb e outros serviços de compartilhamento de residências, mas a maioria dos hóspedes de luxo e clientes executivos continuam efetuando reservas por enquanto.

"Ao expandir seus serviços para melhorar a experiência dos viajantes e incluir características de hotéis", escreveram analistas da Bloomberg Intelligence recentemente, "a Airbnb pode conseguir atrair uma base mais ampla de clientes".

No fim desta semana, a Airbnb deverá convidar um grupo seleto de anfitriões para participar do novo serviço, disseram as pessoas. Se aceitarem, os anfitriões serão visitados por um inspetor que determinará se as residências cumprem requisitos, que vão desde jogos de roupas de cama novas a toalhas felpudas e artigos de higiene pessoal de uso único, como os tipicamente encontrados em banheiros de hotéis, disseram as pessoas. As residências de luxo também seriam examinadas para verificar se os eletrodomésticos estão funcionando e checar o compromisso do anfitrião de abastecer a cozinha da casa com garrafas de água e opções de chás e café, de forma similar à oferta dos hotéis.

Título em inglês: Airbnb Said to Ready a Premium Tier to Compete More With Hotels

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos