Bolsas

Câmbio

O filho de US$ 130.000 de um supercarro com uma station wagon

Hannah Elliott

(Bloomberg) -- Sim, existe uma wagon Corvette.

Produzida em Temecula, na Califórnia, a Callaway Corvette Aerowagen combina o melhor de muitos mundos em uma carroceria excepcionalmente incomum. A traseira de hatchback acomoda três grandes bolsas de tacos de golfe e há um motor V8 de 757 cavalos de potência sob o capô. Ela chega a 100 km/h em 2,7 segundos.

O carro custa uma fração do preço dos supercarros de várias centenas de milhares de dólares da Lamborghini, da Ferrari e da McLaren com potência similar. Um Z06 Coupe 2016 básico custa pouco menos de US$ 110.000, mas a maioria dos Callaway Corvettes custa entre US$ 120.000 e US$ 150.000.

Ao acionar alguns botões e alavancas, o teto de fibra de carbono se levanta para transformar o carro em um conversível com teto T-bar.

E, não sem motivo, a Callaway Aerowagen é o Corvette mais rápido apto para as ruas produzido atualmente, e também o carro mais poderoso projetado e montado totalmente nos EUA (o Dodge Challenger Demon, de 840 cavalos, foi projetado em Michigan, é verdade, mas é construído no Canadá). Com uma classificação de 11,48 quilômetros por litro na estrada, ela tem cerca de duas vezes a eficiência de combustível de seus principais concorrentes.

Linha de alto desempenho

Se você está se perguntando se a Callaway Cars tem alguma relação com a Callaway Golf, a resposta é afirmativa; a mesma família criou ambas as empresas.

"Para mim, o foco sempre foram os carros", disse Reeves Callaway, na semana passada, no Brooklyn. Reeves fundou a Callaway Cars em 1977, mas já vinha fabricando carros anos antes; o pai de Reeves, Ely Callaway Jr., fundou a Callaway Golf em 1982. "Inicialmente tentei ser piloto de corridas e fiz isso por um tempo, até que o dinheiro acabou."

A versão que eu testei foi a primeira da nova linha da Callaway: um SC757 Z06 com a opção Aerowagen. A parte de trás é feita de fibra de carbono revestida de protetor UV e vem equipada com janelas traseiras de vidro temperado e mecanismo de desengate. Ela vem com spoilers superiores e traseiros, uma barra de proteção e emblemas da Aerowagen em todo o exterior e interior do carro.

A sensação de conduzir o carro, em si, é tão excepcional quanto a de dirigir qualquer bom Corvette -- o carro é grande e preciso, longo, mas ainda disposto e capaz. A resistência da direção é perfeitamente calibrada; o freio é alerta e honesto. Dirigi-lo dá uma sensação mais natural do que você vai querer admitir se não houver um Corvette em sua lista de desejos automotivos. Não se sente o carro pesado ou desajeitado, como se poderia esperar de um veículo com capota. A única mudança perceptível para esta wagon, ou a mais imediata, pelo menos, é que a nova traseira longa reduz a visibilidade mínima a zero.

Título em inglês: The $130,000 Love Child Between a Supercar and a Station Wagon

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos