Bolsas

Câmbio

United quer vender sua passagem mais caro para outra pessoa

Nikki Ekstein

  • InSapphoWeTrust/Creative Commons

(Bloomberg) -- Nesta semana, a United Airlines está lançando discretamente uma nova plataforma tecnológica que será usada para administrar o problema dos voos com overbooking -- e, ao mesmo tempo, transformá-los em uma oportunidade de lucro.

Com a ajuda de seu novo programa Flex-Schedule, a companhia aérea está criando um modo de reduzir a tendência de retirar involuntariamente os passageiros dos voos superlotados sem precisar oferecer milhares de dólares aos passageiros no portão de embarque nem limitar a prática de vender mais passagens que a capacidade do avião. A reputação da companhia aérea foi abalada no início deste ano quando a polícia arrastou um homem para fora de um avião lotado, e desde então a empresa prometeu oferecer recompensas caras aos passageiros que concordarem em trocar de voo em cima da hora.

Em vez disso, a United simplesmente oferecerá as aquisições mais cedo -- com até cinco dias de antecedência. A vantagem para a aérea? A chance de revender sua passagem com uma margem de lucro maior.

Como funciona

Em parceria com a Volantio, uma empresa terceirizada de tecnologia de aviação com sede em Atlanta, a United passará em breve a enviar e-mails com assuntos como "Você é flexível com suas viagens para Los Angeles?". Os passageiros que receberem essa mensagem terão a opção de se inscrever para ganhar possíveis recompensas ? desde que estejam dispostos a modificar um pouco seus itinerários de voo.

Somente aqueles que reservarem no site United.com e optarem por receber mensagens de marketing poderão receber a oferta de inscrição -- e se inscrever não é garantia de que você tenha que mudar de voo. Se aparentemente seu assento tiver se transformado em uma mercadoria cobiçada, porém, você terá a chance de ajustar seu itinerário em troca de um voucher de viagem de até US$ 250. E "ajustar" é a palavra-chave: nunca será solicitado que você mude de data ou de aeroporto, e as preferências do seu lugar serão transferidas, com indicadores claros se você estiver passando da classe Economy Plus para a classe econômica comum (os rebaixamentos serão raros, mas os upgrades serão ainda mais raros). Aceite a oferta, se desejar, e você será reacomodado no prazo de 24 horas.

Benefício para o cliente

Depois de meses de notícias negativas -- o médico que foi arrastado para fora do avião, a criança cuja passagem de US$ 1.000 foi revendida inadvertidamente --, a imagem da United despencou.

Segundo Azim Barodawala, CEO da Volantio que criou a tecnologia e levou-a para a United, o programa Flex-Schedule poderia ser uma oportunidade para mudar o discurso com a ajuda de uma tecnologia inovadora, em vez de normas desajeitadas. "Se você puder oferecer uma compra para um cliente com antecedência, todos ficarão mais contentes", disse ele. "Para as companhias aéreas, isso representa uma válvula de escape -- um modo de reacomodar as pessoas quando a capacidade está restrita. Isso também beneficia os clientes, porque criam-se opções para eles, e isso é o que mais me entusiasma. [Os passageiros] frequentemente saem perdendo."

Várias outras companhias aéreas assinarão contratos com a Volantio nos próximos meses: a Tiger Airways, com sede na Austrália, implementará o programa em agosto, seguida da Alaska Air em setembro e da Qantas até outubro. Até agora, a Delta tem sido a mais inovadora nesta área, com uma oferta ocasional estilo leilão para que os passageiros troquem de voo no momento do check-in, o que ocorre no prazo de 24 horas antes da decolagem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos