Bolsas

Câmbio

Apps de idiomas para evitar passar vergonha no exterior

Nikki Ekstein

(Bloomberg) -- Se você não tomar cuidado com a pronúncia na França, é muito fácil dizer a alguém que você está grávida, em vez de satisfeita. Em Israel, você poderia pedir para comprar a filha de alguém, em vez de uma fatia de pão. Dizer que está com frio, em alemão, pode soar como dizer que está morto.

Muitos viajantes gostam de vivenciar o cotidiano local ao viajar, mas falar o idioma local nem sempre é fácil.

Graças ao surgimento de aplicativos que são uma espécie de Pedra de Roseta, nunca foi tão fácil entender um novo idioma ? ou pelo menos obter uma noção básica antes de sua próxima viagem. E graças às notificações instantâneas, que não deixam você perder a frequência, técnicas motivacionais parecidas com jogos e robôs que ajudam você a praticar sem emitir julgamentos, é provável que você consiga conversar ? sem cometer gafes ? antes de subir no avião.

A seguir, algumas das melhores opções a considerar, dependendo de seu estilo de aprendizagem e de suas metas.

Para curtos períodos: Drops

Sem leitura. Sem digitação. Só cinco minutos por dia. É assim que Drops promete ensinar a você algum dos 19 idiomas oferecidos ? que variam de francês e espanhol a coreano e árabe (curiosamente, esperanto também é uma opção). As aulas abordam 120 grupos de palavras, como alimentos, bebidas, números e termos hoteleiros. E, em vez de exibir imagens de arquivo piegas, o app usa ilustrações simples, completamente brancas, sobre fundos de cores sólidas. Os exercícios, seja relacionar imagens a traduções, desembaralhar letras para praticar a ortografia ou formar o nome do objeto ilustrado a partir de uma sopa de letras, parecem jogos rápidos em vez de tarefas escolares.

Para soar como nativo: Busuu

Em termos de aprendizagem de idioma, Busuu oferece o equivalente a um correspondente ? se você estiver estudando francês, seus exercícios podem ser corrigidos por estudantes que usam o Busuu na França, desde que você retribua o favor e corrija as atividades de alguém que esteja estudando sua língua materna (com 70 milhões de usuários em todo o mundo, não é difícil encontrar um bom parceiro de estudos). Para ampliar o assunto, as lições em 12 idiomas incluem dicas inteligentes sobre o uso regional: por exemplo, este é o único app entre os que experimentei a informar que os franceses tendem a usar o plural "ons" em vez de "nous" ao conjugar verbos na primeira pessoa do plural.

Para um compromisso de longo prazo: Duolingo

Embora todos esses aplicativos ofereçam download gratuito, Duolingo é o único que não tem um modelo de assinatura premium, o que significa que você pode aprender 23 idiomas sem pagar e a seu próprio ritmo ? mesmo que isso implique passar horas por dia treinando seu italiano. O app também tem uma abordagem de ensino holística: você aprende vocabulário, gramática e aplicação prática simultaneamente, com cartões ilustrados e exercícios para completar lacunas realmente instigantes. Um novo recurso são os chatbots (robôs de conversação), que ampliam seus conhecimentos. Eles podem incitar uma conversa com um chef que está decidindo o que comer ou com uma modelo que deseja ajuda para escolher uma roupa. Mesmo que você não use as dicas de palavras na parte inferior da tela, eles obrigam você a usar dicas contextuais para aprender novas palavras.

Para entrar em contato com o repórter: Nikki Ekstein em New York, nekstein@bloomberg.net.

Para entrar em contato com a editora responsável: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net.

©2017 Bloomberg L.P.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos