Aí vem o Tesla Model 3... e algumas surpresas

Tom Randall

(Bloomberg) -- Há 16 meses, Elon Musk sacudiu a indústria automotiva ao revelar o Tesla Model 3, um sedã elétrico de US$ 35.000 projetado para concorrer com os carros de luxo mais vendidos. Os clientes esperaram em filas em todo o mundo para realizar centenas de milhares de depósitos de US$ 1.000, uma mostra do entusiasmo sem precedentes por um novo veículo de uma fabricante relativamente nova.

Na sexta-feira, a Tesla entregará as chaves para os 30 primeiros clientes e iniciará uma produção de grande volume que determinará se a Tesla é digna da avaliação acionária de US$ 56 bilhões, a maior entre as fabricantes de automóveis dos EUA. Confira o que vamos ver na festa de lançamento de 28 de julho, incluindo quatro surpresas.

Surpresa 1. Piloto automático?

Nos últimos nove meses, a Tesla vem cobrando dos clientes um adicional de US$ 3.000 por um opcional chamado "Full Self-Driving Capability", ou "capacidade de direção autônoma completa", mas até o momento esses US$ 3.000 não oferecem funcionalidades adicionais. Nem mesmo a opção básica Autopilot da Tesla, rebatizada "Enhanced Autopilot", se igualou em funcionalidade ao software Autopilot original que ainda roda nos Teslas mais antigos.

Musk deu uma série de dicas de que esses recursos começarão a sair mais ou menos com o lançamento do Model 3. Em janeiro, perguntei a ele em que momento "Full Self-Driving Capability" deixaria para trás o recurso "Enhanced Autopilot". A resposta dele, por meio de uma postagem no Twitter, foi "talvez em 3 meses, em 6 meses com certeza". O período de seis meses coincidiria com o lançamento desta semana.

Surpresa 2. Supercarregadores?

A rede de supercarregadores da Tesla também pode receber uma atualização. Os veículos da Tesla atualmente podem ser carregados mais de duas vezes mais rapidamente que os de qualquer concorrente, mas a empresa não planeja sentar sobre os louros da liderança. Em dezembro, perguntaram a Musk no Twitter sobre os planos de instalar painéis solares nas estações de recarga. A resposta dele: "Já há alguns instalados, mas o lançamento completo realmente precisa do Supercharger V3 e do Powerpack V2, além de SolarCity. As peças agora estão no lugar."

A Tesla começou a receber autorizações para instalar enormes estações de recarga alimentadas por energia solar como parte da expansão de sua rede para o Model 3, que está em andamento. Será este o momento em que ouviremos falar do V3, os supercarregadores?

Surpresa 3. Atualizações do Model S e do Model X?

A Tesla recentemente melhorou o tempo de aceleração de zero a 100 km/h dos modelos básicos do sedã Model S e do SUV Model X em mais de um segundo, um incremento notável para carros já rápidos. Não houve fanfarra, nem nenhuma explicação a respeito de como conseguiram fazê-lo. A empresa também misturou sua linha de opções de baterias, reduziu os pacotes de opcionais e começou a oferecer uma configuração de três fileiras muito pedida para o Model X com assentos dobráveis. Pode haver mais anúncios pela frente.

Surpresa 4. Gigafábricas?

A Tesla está se preparando para anunciar os locais para duas a quatro novas grandes fábricas até o fim de 2017. O anúncio talvez saia só quando os acordos forem fechados. Mas considerando que este provavelmente seja o último veículo a iniciar produção na principal fábrica de automóveis da Tesla, em Fremont, nos EUA, este seria o momento certo de dar uma dica sobre o futuro.

Para entrar em contato com o repórter: Tom Randall em Nova York, trandall6@bloomberg.net.

Para entrar em contato com a editora responsável: Daniela Milanese, dmilanese@bloomberg.net.

©2017 Bloomberg L.P.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos