Bolsas

Câmbio

Dia de traders da NYSE acaba de ficar 5 minutos mais longo

Annie Massa

(Bloomberg) -- Se você negocia ações de empresas na Bolsa de Valores de Nova York, adicione cinco minutos ao fim de seu dia, só para garantir.

As corporações muitas vezes divulgam notícias que mexem com os mercados após o fechamento do pregão em Nova York, às 16 horas. Mas, segundo uma proposta da NYSE, suas empresas listadas ficariam impedidas de fazê-lo até que o preço de fechamento de suas ações seja liberado ou até 16h05 -- o que ocorrer antes.

Quando as empresas divulgam notícias antes do fechamento desse cálculo, os traders podem utilizar a informação para influenciar o preço de fechamento. Mas essa não é a intenção das empresas de capital aberto; elas pretendem que qualquer reação seja registrada um dia depois.

"A proibição diminuiria o risco de perturbação do mercado e de confusão entre os investidores associada à ocorrência de uma volatilidade significativa dos preços relacionada a notícias em outros mercados durante o breve período entre o horário de fechamento oficial da NYSE e a conclusão do leilão de fechamento", informou a bolsa, em comunicado, na terça-feira.

A Business Wire, empresa que oferece um serviço de comunicados à imprensa pertencente à Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, foi envolvida em um debate relacionado em 2014. A empresa vinha comercializando acesso direto a seu serviço de notícias a traders de alta frequência, que em alguns casos reagiam a comunicados de imprensa antes da divulgação dos preços de fechamento. A Business Wire posteriormente deixou de fazer negócios com esses traders.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos