Bolsas

Câmbio

Brexit adia expansão britânica de firma de tecnologia financeira

Will Hadfield

(Bloomberg) -- A iminente saída do Reino Unido da União Europeia colocou um "ponto de interrogação" sobre a atratividade do país para as firmas de tecnologia financeira, segundo o chefe da maior empresa de empréstimos coletivos da França.

A firma francesa Younited Credit acaba de levantar mais 40 milhões de euros (US$ 48 milhões) para financiar sua expansão em outros sete países europeus, mas adiou a decisão de entrar no Reino Unido até que as consequências econômicas do Brexit estejam mais claras.

"Hoje existe um ponto de interrogação em relação ao Reino Unido", disse o CEO da Younited Credit, Charles Egly, de Paris, em entrevista. "Nossa única preocupação no Reino Unido é o risco de que o Brexit possa reduzir o crescimento do PIB e aumentar o índice de desemprego."

Para a maioria das empresas financeiras, a maior ameaça do Brexit é a desvalorização da libra após o referendo do ano passado ou a possibilidade de que as empresas com sede no Reino Unido não consigam atender a clientes da Europa continental depois de março de 2019. Para a Younited Credit, no entanto, o Brexit pode gerar mais empréstimos inadimplentes se o desemprego aumentar após uma saída desordenada da UE.

O Reino Unido é importante para a empresa francesa de tecnologia financeira por ser de longe o maior mercado da Europa para empréstimos aos consumidores, com aproximadamente o dobro do tamanho do mercado alemão. A Younited Credit aprimorou algoritmos em seu mercado doméstico e mais recentemente na Itália e na Espanha, onde as dificuldades dos credores locais criaram uma abertura para as empresas capazes de identificar inadimplentes em potencial.

O índice de desemprego do Reino Unido caiu para 4,3 por cento no período de três meses até julho, o menor em 42 anos.

"Temos certeza de que não voltará a cair", disse Egly. "Quando soubermos mais e tivermos uma ideia melhor a respeito do tamanho do impacto, tomaremos uma decisão em relação a ir para o Reino Unido."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos