PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Líder catalão prefere eleições à independência, dizem fontes

Esteban Duarte

26/10/2017 13h55

(Bloomberg) -- Com as autoridades em Madri concluindo planos para expulsar o governo rebelde da Catalunha, o presidente regional, Carles Puigdemont, pode convocar eleições nesta semana em vez de declarar a independência da Espanha, de acordo com duas pessoas com conhecimento das opiniões dele.

Puigdemont vai falar ao Parlamento catalão nesta noite de quinta-feira. Os senadores em Madri se preparam para dar ao primeiro-ministro Mariano Rajoy poderes amplos para assumir o controle da Catalunha. O vice-presidente regional, Oriol Junqueras, declarou à Associated Press na quarta-feira que a única opção que resta é anunciar a secessão.

Após desafiar os tribunais espanhóis durante semanas, Puigdemont pode diminuir a tensão ou aprofundar a maior crise constitucional na Espanha desde uma tentativa de golpe, em 1981. O procurador-geral espanhol alertou que ele pode pegar 30 anos de prisão se for adiante com a declaração.

"O cenário de independência não pode ser permitido por nós e não acontecerá", disse o ministro da Economia, Luis de Guindos, a uma rádio local nesta quinta-feira. Segundo ele, já ocorreu uma "significativa desaceleração" na atividade econômica na região."Eles estão presos em uma ratoeira. Parece que as decisões deles próprios estão causando vertigens."

--Com a colaboração de Maria Tadeo Charles Penty e Todd White