Bolsas

Câmbio

Pontuação LGBT perfeita do Wal-Mart é suspensa após queixas

Jeff Green

(Bloomberg) -- A Human Rights Campaign adotou a rara medida de suspender a pontuação perfeita do Wal-Mart em igualdade corporativa LGBT após duas queixas federais nos EUA acusando a maior empresa de varejo do mundo de não proteger funcionários transgêneros de discriminação.

O Wal-Mart recebeu sua primeira pontuação perfeita da história no ano passado após fechar acordo para adicionar novas políticas favoráveis aos trabalhadores transgêneros. A suspensão da pontuação foi divulgada na quinta-feira como parte do relatório anual do Índice de Igualdade Corporativa (CEI, na sigla em inglês) do grupo. A suspensão é apenas a segunda em 16 anos de história do relatório.

Duas investigações da Comissão de Oportunidades Iguais de Trabalho dos EUA (EEOC, na sigla em inglês) "apontaram lacunas importantes na aplicação da política de não discriminação do Wal-Mart, especificamente no que diz respeito ao sexo e à identidade de gênero", diz o relatório da Human Rights Campaign. "No aguardo de medidas corretivas da empresa, a pontuação CEI está suspensa."

Um número recorde de empresas recebeu pontuação perfeita neste ano nesse indicador anual de grande repercussão sobre ambientes de trabalho amigáveis a funcionários LGBT em um momento em que um número maior de empresas usa a diversidade como ferramenta de recrutamento. Neste ano, 609 empresas dentre 947 avaliadas receberam 100 pontos.

"Estamos orgulhosos do nosso trabalho com políticas inclusivas e não discriminatórias LGBTQ", afirmou o Wal-Mart, em comunicado enviado por e-mail. "Estamos desapontados com a decisão da HRC de suspender temporariamente a nossa pontuação, que seria avaliada em 100 por cento pelo segundo ano consecutivo. Respeitamos o trabalho da CDH, mas estamos confiantes nas melhores práticas do Walmart de apoio a nossas comunidades LGBTQ e esperamos continuar capacitando-as sobre nossas políticas."

Dois estados

As queixas à EEOC envolveram um caso de um trabalhador transgênero na Flórida e outro na Carolina do Norte, segundo citações do relatório que correspondem a cartas postadas no website do Fundo Legal de Educação e Defesa dos Transgêneros. O Wal-Mart não comentou sobre as queixas à EEOC.

"O Walmart já recebeu notas altas no CEI, mas as recentes determinações da EEOC sobre discriminação são motivo de preocupação", disse Deena Fidas, diretora do programa de igualdade no ambiente de trabalho da Human Rights Campaign, em declaração enviada por e-mail. "O CEI não está focado apenas em políticas, mas na experiência diária no ambiente de trabalho dos funcionários LGBTQ. Suspendemos a pontuação do Walmart neste momento até que resolvam essas questões."

--Com a colaboração de Josh Eidelson

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos