Bolsas

Câmbio

Inclusão do yuan embala ganhos de modelo para minério de ferro

Jasmine Ng

(Bloomberg) -- Os profissionais quantitativos do BNP Paribas geraram ganho notável outra vez apostando no minério de ferro. Eles usaram um modelo que processa dados sobre a atividade na China e o yuan. A segunda aposta na alta nos preços produziu ganho de 10 por cento para a instituição.

Em outubro, o banco anunciou que compraria o contrato com vencimento em janeiro negociado na divisão de compensação SGX AsiaClear, da Bolsa de Cingapura. O alvo foi US$ 68 por tonelada. Quando o contrato atingiu esse nível na semana passada, a operação foi encerrada, de acordo com analistas incluindo Gabriel Gersztein, que é responsável por câmbio e juros na América Latina e também faz a estratégia quantitativa para commodities. Uma operação anterior com as mesmas características já tinha gerado retorno de 10,4 por cento.

O preço do minério de ferro oscilou bastante em 2017. Por um lado, medidas do governo chinês deram suporte às cotações, mas existe a perspectiva de maior oferta por produtores como Vale, BHP Billiton e Rio Tinto Group. O BNP revelou seu modelo para o minério de ferro em julho. A operação vencedora inaugural foi encerrada em meados de agosto ? decisão que evitou que o banco sofresse com a queda dos preços em setembro. A previsão de novos ganhos foi estabelecida no mês passado.

'Alvo original'

Embora o "modelo ainda aponte para a tonelada do minério de ferro ultrapassando US$ 70 no curto prazo, a posição está fechada para se manter no alvo original", afirmaram Gersztein e os colegas Michael Sneyd, Gustavo Mendonça e Samuel Castro em relatório divulgado na sexta-feira. As estratégias combinadas - ou seja, as duas apostas ? geraram ganho de 20,4 por cento, segundo o relatório.

A China é a maior importadora mundial de minério de ferro, comprando mais de 1 bilhão de toneladas anuais para abastecer a indústria siderúrgica . Segundo a equipe do BNP, o modelo acompanha diversos fatores, incluindo o yuan. A moeda é "um indicador antecedente para o minério de ferro", disse Gersztein em entrevista à Bloomberg em julho.

O yuan acumula alta em relação ao dólar neste ano. Em setembro, a moeda offshore atingiu seu nível mais valorizado desde dezembro de 2015. A taxa de câmbio recuou desde então, chegando a 6,5985 yuans por dólar no último fechamento.

No porto de Qingdao, a tonelada seca do minério com teor de 62 por cento de ferro subiu para US$ 67,94 na sexta-feira, o maior nível desde 20 de setembro, de acordo com a Metal Bulletin, e recuou para US$ 67,27 nesta segunda-feira.

O contrato negociado na SGX AsiaClear com vencimento em janeiro - o mais ativo em Cingapura atualmente - chegou a US$ 68,04 na sexta-feira.

--Com a colaboração de Ranjeetha Pakiam e Nicholas Reynolds

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos