Bolsas

Câmbio

Banco da Coreia do Sul testará bitcoin em carteiras digitais

Narae Kim e Kyungji Cho

(Bloomberg) -- O bitcoin pode estar prestes a dar mais um passo em direção à aceitação geral agora que o maior banco da Coreia do Sul em ativos se prepara para adotar a criptomoeda.

O Shinhan Bank está em processo de seleção de uma empresa para testar um cofre e plataformas de carteiras de bitcoins. Sujeito à aprovação do órgão regulador, o serviço provavelmente será lançado até meados de 2018, disse um representante do banco, que pediu anonimato devido à política da instituição.

A mudança ocorre no momento em que a CME Group e a Chicago Board Options Exchange buscam estabelecer contratos futuros de bitcoins e coincide com a alta contínua da criptomoeda em direção à marca de US$ 10.000.

O Shinhan postou um convite de oferta em seu website no início do mês. O banco planeja desenvolver um servidor de teste para o serviço de cofre para armazenar a criptomoeda de forma segura; um aplicativo móvel para usar o serviço; e ferramentas estatísticas e analíticas.

"Como já houve alguns casos de ataques hacker, se tivermos esse serviço de cofre em operação haverá mais segurança para os investidores", disse Park Noksun, analista da NH Investment & Securities em Seul. Park disse que os planos para os futuros de bitcoin estão impulsionando a demanda porque podem melhorar o status da criptomoeda.

A Coreia do Sul, quarta maior economia da Ásia, é a sociedade mais conectada à internet do mundo. O país tem a maior proporção de usuários, 94 por cento, e é também número um em propriedade de smartphones, com uma fatia de 88 por cento, segundo o Pew Research Center.

O primeiro-ministro Lee Nak-yon disse na terça-feira que as criptomoedas estão provocando uma especulação que pode chegar a gerar um "fenômeno social patológico". A declaração foi feita um dia após o ministro das Finanças, Kim Dong-yeon, afirmar que o governo está avaliando aplicar impostos às criptomoedas.

O plano do Shinhan para o bitcoin foi divulgado pela primeira vez na Coreia do Sul na semana passada pela imprensa local, em veículos como o Digital Daily, e Park disse que a notícia pode ter contribuído para a alta. O bitcoin alcançou um novo valor recorde nesta terça-feira, de US$ 9.887,33.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos