ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

China cria novo índice ambiental para classificar províncias

Bloomberg News

26/12/2017 17h08

(Bloomberg) -- A China revelou um novo termômetro para medir a saúde de suas economias regionais com base em indicadores relativos ao meio ambiente.

As autoridades de estatística lançaram nesta terça-feira o Índice de Desenvolvimento Ecológico, que inclui 31 regiões de nível provincial e se baseia em indicadores como a qualidade do meio ambiente, a utilização de recursos e as iniciativas de limpeza de poluição das autoridades locais em 2016.

Pequim, que apareceu em manchetes internacionais nos últimos anos por causa de seu smog sufocante, ficou no topo do ranking com as maiores leituras de governança ambiental e qualidade do crescimento econômico, embora sua qualidade ambiental tenha ficado entre as piores classificações.

As províncias litorâneas Fujian e Zhejiang ficaram em segundo e terceiro lugares no novo índice. Ningxia, Tibete e Xinjiang, na região oeste, ficaram em último.

A segunda maior economia do mundo está se afastando do modelo de crescimento a qualquer custo com medidas rigorosas para limpar a poluição neste ano, o que provocou turbulências em setores e repercutiu nos preços globais das commodities. O novo índice oferece uma alternativa para avaliar o desempenho das autoridades locais, que costumavam inflar o crescimento do produto econômico para aumentar as perspectivas de carreira.

Os resultados de uma pesquisa sobre o nível de satisfação pública também foram publicados com o indicador, embora não formem parte do índice. Os moradores de Hebei, Pequim e Tianjin ? uma região com mais de 100 milhões de pessoas perto da capital e o principal alvo da limpeza da poluição este ano ? foram os menos satisfeitos. As pessoas que moram no Tibete, em Guizhou e em Hainan foram as mais satisfeitas.

Mais Economia