Bolsas

Câmbio

Inflação na Venezuela deixa prato típico fora da ceia de Natal

Fabiola Zerpa e Jose Orozco

(Bloomberg) -- A inflação está tão fora de controle que muitos venezuelanos não conseguiram pagar nem pela comida típica da ceia natalina.

A firma de pesquisas Cenda, de Caracas, estima o custo atual da hallaca (folha de bananeira recheada com massa de milho e carnes) em 35.498 bolívares (US$ 0,32 pela taxa de câmbio no mercado negro). O preço é 1.724 por cento mais alto do que no ano passado. Uma porção de cinco hallacas equivale ao salário mínimo mensal.

Durante os quatro últimos anos de recessão, a população sofreu com a disparada da inflação e a escassez de alimentos e remédios. A economia encolheu nada menos do que 16,5 por cento em 2016, de acordo com um relatório que o governo submeteu à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA (SEC), na quinta-feira. A inflação no ano passado chegou a 274 por cento e o Fundo Monetário Internacional projeta 2.300 por cento no ano que vem.

Hallacas prontas são vendidas por preços que variam de 25.000 a 150.000 bolívares (US$ 0,22 a US$1,34), um gasto significativo considerando que o salário mínimo médio mensal é US$ 4 (todos os cálculos em dólar usaram a taxa de câmbio do dia apurada pelodolartoday.com.)

Quem tenta preparar as iguarias em casa precisa encontrar farinha de milho e óleo contrabandeados. Como a maior parte da comida é importada, os venezuelanos pagam os preços altos do mercado internacional com seus salários em moeda local. Por isso, vegetais cozidos estão substituindo a carne no recheio da hallaca.

Por causa da falta de produto, o governo subsidia hallacas pré-cozidas e seus ingredientes. "Uma hallaca em nosso mercado de solidariedade e revolucionário custa somente 3.500 bolívares, enquanto nos mercados especulativos de Julio Borges e Donald Trump, custa 50.000 bolívares", afirmou em um vídeo postado no Twitter o ministro da Agricultura Urbana, Freddy Bernal, se referindo a um líder da oposição na Venezuela e ao presidente dos EUA.

Nas redes sociais, hallacas são oferecidas por até US$70.

Em novembro, o presidente Nicolás Maduro aprovou um "bônus especial de Natal" de 500.000 bolívares para 4 milhões de famílias, acrescentando que o governo daria um brinquedo a cada criança e até 6 quilogramas de paleta de carne de porco (outro ingrediente natalino típico) a cada família. Segundo registros nas redes sociais, surgiram protestos porque o governo não entregou o prometido.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos