ipca
0,45 Out.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Tesla evita crise de caixa com mística de Musk ofuscando atrasos

Dana Hull

08/02/2018 15h25

(Bloomberg) -- A Tesla acalmou -- pelo menos por enquanto -- as preocupações em coro de que teria que levantar mais dinheiro a curto prazo, em parte graças à habilidade comercial de seu CEO.

O saldo de caixa da empresa pouco mudou no último trimestre, mesmo com as fortes dificuldades para fabricação dos sedãs Model 3. Os clientes pagantes estão sustentando a Tesla em meio aos obstáculos de produção -- depositaram antecipadamente mais de US$ 850 milhões por veículos como o caminhão Semi e o carro esportivo Roadster apresentados por Musk em novembro.

Os obstáculos de fabricação vinham limitando a entrada de dinheiro proveniente das entregas do Model 3 aos clientes, peça-chave do grande plano de Musk para levar os carros elétricos às massas. A possível concretização dessa visão levará mais tempo, mas o CEO da Tesla e da Space Exploration Technologies tem conseguido cativar os consumidores por enquanto. Seu último truque publicitário foi lançar um carro esportivo ao espaço com o foguete mais poderoso do mundo.

"Se podemos enviar um Roadster ao cinturão de asteroides, provavelmente poderemos solucionar a produção do Model 3", disse Musk em teleconferência com analistas, na quarta-feira, pouco depois de tuitar outra foto de seu Roadster sendo lançado ao espaço.

A Tesla informou que continua no caminho para cumprir a meta de fabricar 5.000 sedãs Model 3 por semana até o fim de junho, várias vezes adiada por Musk. A empresa adiou os investimentos para duplicação da taxa de produção até atingir esse marco.

Essa abordagem rendeu dividendos no tocante a um número acompanhado com atenção que indica quanto dinheiro a Tesla está usando: o fluxo de caixa livre negativo. Somou apenas US$ 277 milhões no quarto trimestre -- menor nível em mais de um ano -- após dois trimestres consecutivos em mais de US$ 1 bilhão.

Preocupação menor

"Todas as preocupações em relação ao caixa diminuirão quando colocarem esses carros na rua", disse Tasha Keeney, analista da ARK Investment Management, que detém ações da Tesla. A Tesla encerrou o quarto trimestre com cerca de US$ 3,4 bilhões.

Model Y

Algumas das despesas planejadas para este ano estão ligadas ao futuro da linha da Tesla. Além do Semi, que iniciará a produção em 2019, e do Roadster, que chegará em 2020, a Tesla planeja adicionar um crossover chamado Model Y.

A Tesla anunciará o local de construção do modelo dentro de três a seis meses, e os gastos de capital relacionados ao veículo começarão no fim deste ano.

--Com a colaboração de John Lippert e Esha Dey

Mais Economia