Bolsas

Câmbio

Airbnb consegue vitória após lobby por reservas em Cuba

Olivia Zaleski

(Bloomberg) -- No ano passado, o Airbnb iniciou uma campanha de lobby quando o presidente Donald Trump passou a defender limites para as viagens dos americanos a Cuba.

O site de aluguel temporário de propriedades para férias, que considera Cuba um de seus mercados de mais rápido crescimento, se esforçou para garantir que as novas regras do governo Trump permitissem que os viajantes americanos permanecessem em residências de cubanos ao visitarem o país.

Em junho, Trump prometeu tomar medidas contra esforços anteriores do presidente Barack Obama para restaurar as relações com Cuba e determinou que órgãos do governo preparassem uma nova legislação para restringir laços comerciais e viagens ao país insular. Quando emitiu a atualização das regras, no início de novembro, o Departamento do Tesouro restringiu o uso de muitos hotéis. No entanto, uma seção chamada "Apoio ao Povo Cubano" permitiu a permanência de americanos "em um cômodo em um alojamento alugado em uma residência cubana particular".

O aparente triunfo do Airbnb, que tem sede em São Francisco, ressalta sua crescente influência em Washington. No segundo e no terceiro trimestres de 2017 -- quando o Airbnb defendeu seu ponto de vista em relação a Cuba --, a startup investiu US$ 250.000 e fez lobby no Senado, na Câmara dos Representantes e em órgãos como o Departamento de Estado e o Conselho de Segurança Nacional (NSC, na sigla em inglês), segundo dados compilados pela Bloomberg.

Nem todas as atividades de lobby do Airbnb tiveram êxito. A startup contratou o Podesta Group, fundado pelo megalobista democrata Tony Podesta, cujo irmão John era alto funcionário da Casa Branca na gestão de Bill Clinton e foi presidente da campanha de Hillary Clinton. O Airbnb também usou os serviços do Mercury Public Affairs. Ambos os grupos de lobby trabalharam com Paul Manafort, operador da campanha de Trump condenado pela Justiça, disseram pessoas informadas sobre o assunto à Bloomberg em novembro. O Podesta Group foi fechado e o Airbnb já não trabalha com o Mercury. Nick Papas, porta-voz do Airbnb, preferiu não comentar.

--Com a colaboração de Bill Allison e Ben Brody

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos