PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Rio Tinto retoma carregamentos de alumina da Rusal: Fontes

Thomas Biesheuvel, Lorcan Roche Kelly e Jack Farchy

30/04/2018 12h37

(Bloomberg) -- A Rio Tinto Group retomou os carregamentos de alumina de uma refinaria da United Company Rusal. Este é o sinal mais recente de que o negócio global de alumínio começa a voltar à normalidade, segundo pessoas familiarizadas com o assunto.

Um carregamento de alumina deixou a refinaria Aughinish da Rusal perto de Limerick, na Irlanda, disseram as pessoas, que pediram anonimato porque o assunto é confidencial. O navio deverá chegar a Dunquerque nesta segunda-feira, segundo informações de transporte marítimo monitoradas pela Bloomberg.

A Rio Tinto e outras produtoras de alumínio interromperam os negócios com a Rusal no início do mês depois que os EUA aplicaram duras sanções à empresa russa, o que gerou uma turbulência nos mercados internacionais de metais. Na semana passada, os EUA anunciaram que darão mais tempo para que as empresas diminuam o comércio com a Rusal, o que ajudou a reduzir interrupções na cadeia de abastecimento.

Apesar de alguns carregamentos estarem em curso, a Rusal ainda enfrenta problemas para transportar matérias-primas para suas unidades fora da Rússia, segundo uma pessoa informada sobre o assunto. A Rusal precisa revisar completamente suas cadeias de abastecimento e logística, e talvez demore semanas ou meses para que os carregamentos voltem à normalidade.

A Rio Tinto declarou força maior para alguns contratos de alumina neste mês, alertando, basicamente, que não seria mais possível vender bauxita para a Rusal nem comprar alumina da empresa. A alumina produzida pela Rusal é uma matéria-prima fundamental para as fundições europeias, incluindo a de Dunquerque, a maior da região.