ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

JAB busca império global com aquisição da Pret A Manger

Thomas Mulier e Sarah Syed

29/05/2018 12h25

(Bloomberg) -- Com a aquisição da Pret A Manger, a JAB Holding está usando uma instituição tipicamente britânica -- o sanduíche - para dar impulso a uma expansão global, adicionando a marca a seu rol de redes de restaurantes, que já inclui Panera Bread e Krispy Kreme Doughnuts.

A JAB, empresa de investimentos de Luxemburgo respaldada pela bilionária família Reimann, fechou acordo para comprar a Pret, que tem sede no Reino Unido, da firma de private equity Bridgepoint Advisers, informaram as partes em comunicado, nesta terça-feira, sem revelar os termos. O preço é de cerca de 1,5 bilhão de libras (US$ 2 bilhões), incluindo dívida líquida, segundo uma pessoa informada sobre o assunto.

No caso da JAB, a aposta é uma das maiores fora dos EUA, onde é dona das redes de restaurantes Panera e Au Bon Pain e das marcas de café de alto padrão Peet's e Stumptown. Cerca de três quartos dos 530 estabelecimentos da Pret estão no Reino Unido, e a empresa possui unidades também nos EUA, em Hong Kong e na França.

"A questão se resume a levar a marca ao mundo", disse Jeffrey Young, diretor-gerente da consultoria do setor Allegra Group, por telefone. "Há pouquíssimas empresas com tanta presença estabelecidas na Europa, na América do Norte e um pouco na Ásia também."

A JAB, dirigida por Peter Harf, Bart Becht e Olivier Goudet, investiu mais de US$ 30 bilhões para construir um império centrado no café, que também inclui a Keurig Green Mountain, dos EUA, e três redes na Europa -- Espresso House, na Suécia, Baresso, na Dinamarca, e Balzac, na Alemanha.

A empresa se transformou em uma concorrente maior da Nestlé, proprietária da marca de café Nespresso. A empresa suíça respondeu neste mês fechando um acordo de US$ 7,15 bilhões pelo direito de comercializar produtos Starbucks, como grãos e cápsulas.

Café orgânico

A Pret A Manger comercializa café orgânico, sanduíches e saladas preparados diariamente em suas lojas, o que permite que a JAB aproveite a crescente demanda dos consumidores por alimentos mais leves e saudáveis. A rede gera uma receita anual de 879 milhões de libras, informou a Bridgepoint no comunicado. O CEO da Pret, Clive Schlee, disse que 2017 foi o nono ano consecutivo de crescimento das vendas em uma base comparável.

A rede tem espaço para crescer mais -- abrirá em Berlim neste ano e tem apenas duas unidades na China e duas em Dubai.

A decisão transforma a JAB em uma concorrente ainda maior da Starbucks e da Dunkin' Brands nos EUA e da Costa Coffee no Reino Unido. As ações da Whitbread, que está desmembrando a Costa, caíam 1,4 por cento, para 4.198 pence, às 12h40 em Londres.

"Todos nós da Pret acreditamos que a JAB será uma excelente proprietária estratégica a longo prazo", disse Schlee, em comunicado. A empresa dará 1.000 libras para cada um dos 12.000 funcionários quando o acordo for concluído, disse ele no Twitter.

--Com a colaboração de Thomas Buckley.

Repórteres da matéria original: Thomas Mulier em Geneva, tmulier@bloomberg.net;Sarah Syed em Londres, ssyed35@bloomberg.net

Mais Economia