ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Nintendo aproveita poderes de Pokémon, smartphones e Switch

Yuji Nakamura e Hideki Sagiike

30/05/2018 13h23

(Bloomberg) -- Nintendo está unindo o apelo magnético do Pokémon, dos smartphones e do console Switch em uma experiência de jogo interligada.

Os títulos "Pokémon: Let's Go Pikachu" e "Pokémon: Let's Go Eevee" foram revelados nesta quarta-feira pela fabricante de videogames com sede em Kyoto. Eles são projetados para capitalizar o grande sucesso do jogo de smartphone Pokémon Go e o sólido ano de vendas do híbrido de console e tablet de jogo Switch. Os dois novos jogos começarão a ser vendidos em 16 de novembro por 5.980 ienes (US$ 55) cada.

A Nintendo aposta que é capaz de seduzir jogadores de dispositivos móveis a comprarem consoles Switch e manter a força das vendas do híbrido de console e tablet em seu segundo ano. Juntamente com o novo controle para Switch com forma de Pokébola, a variedade de cenários de jogos envolvendo diversos aparelhos e jogos pode acabar confundindo muitos adultos, mas fará todo o sentido para as crianças e os jogadores da geração Pokémon. A experiência de jogo unificada faz parte do manual da Nintendo, que incentiva as pessoas a se movimentarem e a fazerem exercícios físicos. Os investidores aplaudiram a notícia, elevando as ações em 4,3 por cento em Tóquio.

"Está correto que a Nintendo tenha como objetivo conectar smartphones e jogadores de Pokémon do Switch", disse Piers Harding-Rolls, chefe de pesquisa de jogos da IHS Markit. "Inevitavelmente alguns possíveis compradores serão afastados pelo preço, mas ainda espero que isso amplie as vendas na temporada de festas de fim de ano."

Os dois novos títulos são baseados em um jogo Pokémon lançado para o Nintendo GameBoy no fim dos anos 1990. Os jogadores podem apanhar e treinar Pokémons e depois transferi-los entre o Switch e o Pokémon Go em seus telefones. Apesar de serem multijogadores e apresentarem gráficos de alta definição, os títulos não têm um sistema de combate sofisticado e carecem de outros recursos, o que levou alguns fãs a expressarem frustração nas redes sociais.

Prevendo a repercussão, a Nintendo também anunciou um jogo Pokémon mais ambicioso e "completamente novo" para o segundo semestre de 2019. Há poucos detalhes, mas o novo jogo se concentrará mais no Switch como aparelho portátil e os jogos recém-anunciados são desenvolvidos para serem rodados dentro de casa.

"Esses jogos realmente combinam o amplo apelo do Pokémon Go com a funcionalidade oferecida pelo Nintendo Switch", disse Junichi Masuda, executivo da Game Freak, a produtora dos jogos anunciados nesta quarta-feira. "Eles permitem uma experiência do tipo 'fácil de pegar e jogar' para jogadores que não conhecem nossos RPGs Pokémon e ao mesmo tempo proporcionam uma experiência nova para os antigos fãs da série."

Os analistas ficaram impressionados com o cronograma agressivo de lançamentos da Nintendo e muitos não esperavam novos jogos Pokémon seguidos em 2018 e 2019. "O evento foi melhor do que o esperado por causa das surpresas: a Pokébola, o rápido lançamento do jogo grátis e o anúncio antecipado do título para 2019", disse Serkan Toto, fundador da consultoria de jogos Kantan Games, com sede em Tóquio.

(Atualizações com cotação do analista no quarto parágrafo.)

Repórteres da matéria original: Yuji Nakamura em Tóquio, ynakamura56@bloomberg.net;Hideki Sagiike em Tóquio, hsagiike@bloomberg.net

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia