Bolsas

Câmbio

Maior fornecedora de maconha do Quebec busca aquisições

Sandrine Rastello

(Bloomberg) -- Há previsão de mais negócios no crescente setor de maconha do Canadá.

A maior produtora do Quebec, a Hydropothecary, estuda aquisições para ampliar seus produtos ou sua área de distribuição, segundo o CEO Sébastien St. Louis. A empresa está interessada em rivais com contratos de abastecimento provinciais, bem como em empresas com tecnologia para criar novos produtos de maconha -- mesmo que originárias de outros setores, disse.

A corrida para garantir uma fatia do mercado canadense antes de o país legalizar a maconha recreativa, ainda neste ano, provocou uma série de compras. A Aurora Cannabis, que tem sede em Alberta, está liderando o esforço para consolidar o setor, estabelecendo um recorde com o acordo para a compra da MedReleaf por cerca de 2,9 bilhões de dólares canadenses (US$ 2,2 bilhões) no mês passado. O negócio veio após a aquisição da CanniMed Therapeutics, em janeiro, e vários negócios menores.

"Não há muitas produtoras licenciadas atraentes do ponto de vista de aquisição", disse St. Louis, em entrevista por telefone, que apesar disso prevê a continuidade da consolidação. Abaixo das seis ou sete maiores empresas "a qualidade cai drasticamente", disse.

A Hydropothecary, que se reuniu com investidores em Nova York no mês passado, quer eliminar a diferença em termos de capitalização de mercado em relação a concorrentes como Canopy Growth, Aurora ou Aphria. No fechamento do pregão de sexta-feira, o valor da empresa girava em torno de 900 milhões de dólares canadenses, cerca de um quinto do valor da Aurora.

St. Louis disse que a empresa, com sede em Gatineau, em frente a Ottawa, atravessando o rio Ottawa, não está à venda e quer se tornar uma das duas maiores empresas do mundo no ramo da maconha.

Em abril, a empresa assinou um contrato de fornecimento de cinco anos com a distribuidora de bebidas alcoólicas do Quebec que poderia superar 200 toneladas de produtos de cannabis, reforçando o controle de cerca de um terço do mercado doméstico. E apresentou propostas em outras províncias, como Ontário, a mais populosa do Canadá, que ainda não anunciou seus planos.

O contrato ajudou as ações da Hydropothecary a subirem cerca de 17 por cento neste ano, um dos melhores desempenhos entre as 10 maiores empresas de maconha de capital aberto. A companhia, que venderá seus produtos recreativos sob a marca HEXO, se candidatou para passar da TSX Venture Exchange, de Toronto, para a bolsa principal.

--Com a colaboração de Doug Alexander, Jen Skerritt, Kristine Owram e Steven Frank.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos