ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Credit Suisse planeja fechar Gauss, Okumura pode sair: Fontes

Cristiane Lucchesi e Felipe Marques

22/06/2018 12h00

(Bloomberg) -- O Credit Suisse Group AG está planejando fechar uma de suas unidades de fundos multimercado no Brasil, já que o fraco desempenho neste ano desencadeou saídas de recursos, disseram duas pessoas familiarizadas com o assunto.

Fabio Okumura, que é sócio-fundador da unidade CSHG Gauss, está planejando deixar a empresa, disseram as pessoas, que não quiseram ser identificadas porque as conversas não são públicas. Os ativos sob gestão do principal fundo da Gauss encolheram 80% desde o pico, em 16 de maio do ano passado, para R$ 444,9 milhões, segundo dados compilados pela Bloomberg. A gestora registra perda de 3,65% neste ano, com desempenho abaixo de 94% de seus pares.

O Credit Suisse disse no começo da noite desta sexta que não planeja fechar o Gauss e que Okumura continua como sócio e gestor. Okumura não respondeu mensagens e telefonemas com pedidos de comentários.

A Gauss foi criada em 2014 pelo Credit Suisse no Brasil, que detém o controle acionário da empresa, por Okumura, ex-chefe de trading do Banco Itaú BBA, e uma equipe de oito executivos que também saíram da unidade de atacado do maior banco da América Latina em valor de mercado.

Para atrair e manter altos executivos no Brasil, o Credit Suisse começou a oferecer participação em empresas de gestão de ativos. A Canvas Capital, uma gestora de fundos alternativos controlada por sócios como Antonio Quintella - que anteriormente liderou o banco nas Américas e agora é presidente da Canvas e presidente do conselho da B3 - foi criada em 2012. Sergio Fraiman Blatyta, ex-diretor de trading proprietário do Banco Santander Brasil, também é sócio controlador da Canvas.

Em abril de 2014, o Credit Suisse anunciou a criação da Verde, um empreendimento com o lendário Luis Stuhlberger, que anteriormente era diretor de investimentos do Credit Suisse Hedging-Griffo, a unidade de gestão de ativos do banco, com desempenhos extraordinários. O Credit Suisse é também minoritário na Verde.

Desde que foi criado, o Gauss Master Fund teve um retorno total de 62,47%, comparado a 49,2% do CDI, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

O Credit Suisse Hedging-Griffo tem R$ 47,6 bilhões em ativos sob gestão, de acordo com o site da empresa. O Credit Suisse é o oitavo maior gestor de fundos do Brasil, com um total de R$ 76,737 bilhões de ativos em maio, de acordo com a Anbima.

(Adiciona comentário do Credit Suisse.)

Mais Economia