ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Telefónica compra direitos de transmissão de futebol espanhol

Rodrigo Orihuela

26/06/2018 12h49

(Bloomberg) -- A Telefónica apresentou a melhor oferta pela maior parte dos direitos de transmissão da principal liga espanhola de futebol, com 2,9 bilhões de euros (US$ 3,4 bilhões) por três temporadas, superando sua principal concorrente, a Mediapro.

O acordo fechado na noite de segunda-feira dá à Telefónica o controle direto dos jogos da La Liga a partir de 2019, pondo fim a um acordo atacadista com a Mediapro. A receita total do leilão foi de 3,4 bilhões de euros, contra um total combinado de 2,95 bilhões de euros que a Mediapro, a Telefónica e outras ofereceram nos três anos anteriores.

Essa foi uma vitória surpresa da Telefónica, que havia dado a entender que faria uma oferta cautelosa porque estava focada em reduzir sua dívida. A Telefónica concordou em pagar 980 milhões de euros por temporada, um valor levemente inferior ao do acordo das três temporadas anteriores, informou a operadora com sede em Madri, em comunicado. Isso dá à empresa dois pacotes de direitos para nove jogos ao vivo por dia de jogo.

Para a Telefónica, o acordo "elimina uma incerteza significativa" e dá à empresa mais controle sobre a forma em que transmitirá os jogos e proporciona a oportunidade de aumentar a receita publicitária através de seus canais de TV Movistar, disseram Nicolas Didio e Usman Ghazi, analistas do Berenberg, em nota aos clientes.

"A Telefónica sempre defendeu que os jogos da LFP são um conteúdo muito atraente, mas que sua aquisição teria que ser realizada pelo preço apropriado", afirmou a empresa no documento.

A Mediapro ganhou os direitos dos resumos e da transmissão em espaços públicos, como bares e restaurantes. Depois do leilão anterior, em 2015, a Mediapro, que não possui uma grande plataforma de transmissão própria, revendeu imediatamente seus direitos à Telefónica, à Orange e à Vodafone Group.

Panorama variado

O leilão da Espanha contribui para criar um panorama variado em relação ao valor dos direitos de transmissão de futebol na Europa. Embora os leilões recentes na Inglaterra e na Itália tenham caído em valor, o esporte se beneficiou de uma inflação acentuada nos últimos dez anos, quando as operadoras de telecomunicações começaram a competir com as emissoras por conteúdos que poderiam ajudá-las a conservar os assinantes de banda larga. O novo interesse de gigantes da web, incluindo a Amazon.com, criaram expectativas de que o valor dos direitos de transmissão continuará subindo.

A Mediapro, que tem sede em Barcelona, dominou os direitos de transmissão globais dos principais jogos de futebol da Espanha e os direitos de transmissão na Espanha da Liga dos Campeões, a principal competição de clubes da Europa. Em maio, a Mediapro venceu outras licitações para televisionar partidas francesas. A produtora de TV também foi uma força importante nos leilões italianos realizados no segundo trimestre, ajudando a elevar os preços antes de perder para a Sky.

La Liga conseguiu levantar 15 por cento a mais no leilão de segunda-feira, mesmo com a concessão de apenas quatro dos oito pacotes à venda. Os direitos da Copa del Rey -- a mais antiga competição de futebol da Espanha -- não foram incluídos.

--Com a colaboração de David Hellier.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia