PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Teck busca parceiro para grande projeto de cobre no Chile

Liezel Hill e Danielle Bochove

26/07/2018 14h26

(Bloomberg) -- A Teck Resources buscará parceria para seu enorme projeto de cobre chileno antes de tomar a decisão final a respeito do avanço da construção.

O CEO Don Lindsay classificou o projeto de expansão Quebrada Blanca Fase 2, no norte do Chile, como a oportunidade de crescimento mais significativa da Teck, dizendo que o empreendimento tem o potencial de dobrar a operação de cobre da empresa. A mineradora canadense poderia anunciar um acordo no quarto trimestre relativo a uma participação minoritária no projeto e provavelmente tomará a decisão a respeito do empreendimento na mesma época, informou a Teck nesta quinta-feira, no balanço de resultados do segundo trimestre.

As maiores mineradoras do mundo estão cada vez mais otimistas com o cobre e buscam ampliar a exposição ao metal, que deverá ter uma demanda maior devido à expansão das cidades e ao uso maior de veículos elétricos. A Anglo American aprovou nesta quinta-feira a construção do projeto Quellaveco, de US$ 5 bilhões, no Peru, de propriedade dividida com a Mitsubishi.

A Teck detém 90 por cento do projeto QB2, e um órgão estatal chileno é dono do restante. A companhia informou que deseja manter futuramente de 60 por cento a 70 por cento de participação. A empresa anunciou em 2016 que a meta de custo do projeto era de US$ 4,5 bilhões a US$ 5 bilhões para o QB2, que terá vida útil inicial de 25 anos e produzirá cerca de 300.000 toneladas de cobre por ano nos primeiros cinco anos.

"A decisão de prosseguir com o desenvolvimento dependerá de aprovações regulatórias e das condições de mercado, entre outras considerações, e atualmente estamos estudando várias possíveis alternativas de financiamento para o projeto", informou a Teck nesta quinta-feira.

Na quarta-feira, a empresa anunciou que Norman B. Keevil, que ajudou a transformar a empresa na maior mineradora diversificada do Canadá, deixará a presidência do conselho e será sucedido por Dominic Barton, da McKinsey.

Repórteres da matéria original: Liezel Hill em Johanesburgo, lhill30@bloomberg.net;Danielle Bochove em Toronto, dbochove1@bloomberg.net