PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Com perda de US$ 143 bi, Tencent tem maior queda do mundo

Kana Nishizawa e Jeanny Yu

31/07/2018 12h12

(Bloomberg) -- Se você achou que a queda das ações do setor de tecnologia dos EUA foi ruim, dê uma olhada na Tencent Holdings.

A gigante chinesa da internet recuou 25 por cento em relação ao pico de janeiro, eliminando cerca de US$ 143 bilhões em valor de mercado. É a maior perda de riqueza de acionistas de todo o mundo medida a partir da data da alta de 52 semanas de cada ação. O Facebook, o F do bloco FANG de ações de tecnologia megacapitalizadas dos EUA, é o segundo maior perdedor, com uma queda de US$ 136 bilhões nos últimos três pregões.

Investidores de todo o mundo começam a questionar se os melhores dias das ações de tecnologia -- líderes de uma explosão de nove anos das ações globais -- não ficaram no passado. A Tencent, a segunda maior empresa da Ásia depois da gigante do comércio eletrônico Alibaba Group Holding, também foi perseguida pela preocupação de que o crescimento de sua unidade de jogos para dispositivos móveis esteja diminuindo. As ações, que caíram 3,3 por cento nesta terça-feira e 9,8 por cento em julho, registraram o maior recuo mensal desde 2014.

"Os investidores estão cada vez mais precificando expectativas mais baixas para os resultados preliminares da Tencent", disse Linus Yip, estrategista da First Shanghai Securities em Hong Kong. "No geral, as empresas de tecnologia estão enfrentando um problema semelhante. Elas vêm desfrutando de um rápido crescimento dos lucros nos últimos anos, por isso será difícil para elas manter um crescimento similar no futuro devido à concorrência maior e à saturação de alguns segmentos."

O crescimento ano a ano do lucro da Tencent provavelmente desacelerou para 5,1 por cento no segundo trimestre, o ritmo mais fraco desde 2012, segundo estimativas de analistas compiladas pela Bloomberg. Pelo menos 11 corretores reduziram a meta para o preço das ações da Tencent neste mês, incluindo o Credit Suisse e o Morgan Stanley.

Apesar de terem reduzido as expectativas, os analistas ainda não estão pessimistas. Os 51 analistas monitorados pela Bloomberg mantêm o equivalente a uma recomendação de compra para as ações da Tencent e a meta de preço médio implica ganho de 45 por cento nos próximos 12 meses.

Para saber se estão certos, pode ser necessário esperar o que a Tencent revelará no anúncio de resultados do segundo trimestre, em 15 de agosto.

Repórteres da matéria original: Kana Nishizawa em Hong Kong, knishizawa5@bloomberg.net;Jeanny Yu em Hong Kong, jyu107@bloomberg.net