ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Executivos do setor de maconha preveem boom do mercado europeu

William Mathis

03/10/2018 11h03

(Bloomberg) -- A tendência de legalização da maconha está prestes a chegar ao continente europeu, segundo executivos de algumas das maiores empresas do setor no Canadá.

Os líderes do setor acreditam que a Europa e seus 500 milhões de habitantes abrirão as portas para os negócios em alguns anos. A maconha medicinal já está legalizada em vários países da União Europeia, medida que serviu de trampolim para a legalização plena no Canadá e em alguns estados americanos. A adição da Europa ao aquecido mercado de maconha legalizada poderia gerar bilhões de dólares em novas vendas, o que poderia revolucionar setores como o farmacêutico, o de bebidas alcoólicas e o de tabaco.

Bruce Linton, CEO da Canopy Growth, acredita que a Inglaterra terá um mercado de maconha totalmente desenvolvido, semelhante ao do Canadá de hoje, em cinco anos.

"A Europa é um grande negócio", segundo Linton, que disse na terça-feira, em Londres, em conferência para investidores em cannabis, que todos os pontos cardeais estão em jogo.

A empresa de Linton já está presente em 11 países, incluindo Dinamarca, Alemanha e República Checa. Essas operações no mercado de maconha medicinal podem se potencializar. Os negócios de cerca de 1.000 farmácias alemãs contribuíram para cerca de 10 por cento das receitas da empresa no último trimestre, disse Linton.

Sébastien St-Louis, CEO da Hexo, prevê a legalização da maconha recreativa no Reino Unido em até três anos. Toda essa rapidez permitiria que os europeus embarcassem no crescente mercado de cannabis, o que levou a Hexo a uma capitalização de mercado de US$ 1,2 bilhão.

"A Europa ainda não está perdendo", disse St-Louis, que estima que o mercado europeu poderia valer US$ 110 bilhões por ano. "Se eles não avançarem com isso nos próximos dois ou três anos, perderão."

Mais Economia