ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Copenhague planeja expansão com nova ilha residencial

Nick Rigillo

05/10/2018 14h10

(Bloomberg) -- Cada vez mais popular, a litorânea capital da Dinamarca, Copenhague, deverá ganhar uma nova ilha para acomodar moradias para 35.000 moradores, anunciou o primeiro-ministro Lars Lokke Rasmussen nesta sexta-feira.

A ilha, que se chamará Lynetteholmen, surgirá perto de áreas com vista para a Suécia que abrigam pontos turísticos populares como A Pequena Sereia e a Ópera da cidade. A construção deve começar por volta de 2035 e terminar por volta de 2070 e a venda de terrenos ajudará a cobrir os custos do projeto de 20 bilhões de coroas (US$ 3 bilhões), informou o governo em comunicado. O Estado e o município terão, cada um, aproximadamente metade das participações.

O prefeito Frank Jensen disse que o novo distrito, com praias e uma linha de metrô, ajudará a aliviar o déficit de moradias em Copenhague, que está experimentando um aumento populacional em meio a taxas de juros em mínimas históricas.

As projeções demográficas mostram que 170.000 pessoas terão se mudado para a capital dinamarquesa até 2045 porque a combinação de empregos bem remunerados, restaurantes gourmet e transporte público eficiente aumentam a atratividade da cidade.

A nova ilha também ajudará a proteger Copenhague de tempestades e do aumento do nível do mar, disseram autoridades.

Mais Economia