ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Amazon paga mais a funcionários de estoque após críticas

Spencer Soper

11/10/2018 12h08

(Bloomberg) -- A Amazon está melhorando os salários de alguns dos trabalhadores de depósito mais antigos após críticas dos funcionários à perda dos bônus e dos prêmios em ações como parte da promessa da empresa de aumentar todos os salários para pelo menos US$ 15 por hora.

A maior empresa de varejo on-line do mundo ganhou manchetes na semana passada com a promessa para o salário mínimo -- acompanhada de preocupações de trabalhadores veteranos, que temiam que suas remunerações acabassem diminuindo na prática porque a empresa também eliminou bônus e prêmios em ações.

A Amazon anunciou que todos os trabalhadores que já ganham US$ 15 teriam aumentos de US$ 1 por hora. Agora, alguns desses funcionários estão descobrindo que os aumentos na verdade serão de US$ 1,25 por hora. Além disso, a Amazon vai lançar um novo bônus em dinheiro de US$ 1.500 a US$ 3.000 para quem completar cinco, 10, 15 e 20 anos de empresa. Os trabalhadores com boa frequência no mês de dezembro também receberão um bônus de US$ 100, segundo a empresa.

"Todos os funcionários de Operações e Atendimento ao Cliente que ganham por hora terão aumento na remuneração total como resultado deste anúncio", informou a Amazon, em comunicado. "O aumento significativo dos salários em dinheiro por hora, que entra em vigor em 1º de novembro, mais do que compensa a eliminação gradual dos incentivos e dos prêmios futuros (em ações)."

Os funcionários da Amazon estão confusos em relação às mudanças nos salários, que ainda estão sendo trabalhadas para garantir aumentos nas remunerações de todos, segundo uma pessoa a par do assunto. Os trabalhadores saberão mais detalhes a respeito das mudanças na remuneração antes de elas entrarem em vigor, em 1º de novembro, disse a pessoa, que pediu para não ser identificada por discutir políticas da empresa.

Os trabalhadores suspeitam que poderiam perder dinheiro, segundo um funcionário que pediu para não ser identificado. Os bônus em dinheiro de antes, baseados na participação e na produtividade, podiam chegar a mais de US$ 2.000 por ano, o que tornaria o aumento de US$ 1 por hora irreal, segundo outra pessoa a par das políticas de pagamento. A perda das ações que eram entregues anualmente em troca de bônus a cada cinco anos ainda poderia deixar alguns funcionários com menos dinheiro no geral, disse uma das pessoas.

A Amazon afirmou que a decisão de remover os prêmios em ações do plano de remuneração tornará os ganhos dos funcionários "mais imediatos e previsíveis".

"Alguns funcionários tiraram proveito do bull market e da valorização extraordinariamente forte do preço das ações da Amazon nos últimos anos. Trata-se de um bom resultado para esses funcionários, mas não há nenhum tipo de garantia de que o preço das ações continuará subindo", afirmou a empresa com sede em Seattle, nos EUA. "Para os funcionários que quiserem investir em ações pela possibilidade de crescimento futuro, lançaremos um plano de compra direta de ações em 2019. Continuaremos apresentando os detalhes de todas essas mudanças para os funcionários nesta semana."

Os preços das ações da Amazon quase sextuplicaram nos últimos cinco anos.

Mais Economia