PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

De Beers reduz preços de diamantes de baixa qualidade: Fontes

Thomas Biesheuvel

13/11/2018 11h54

(Bloomberg) -- A De Beers fez cortes drásticos nos preços dos diamantes de baixa qualidade em sua venda nesta semana, segundo pessoas a par da situação.

A maior produtora mundial reduziu os preços em até 10 por cento para gemas de baixa qualidade, disseram as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque as vendas são privadas. É o mais recente sinal de que a extremidade inferior do mercado está em crise.

A De Beers vende diamantes brutos para negociar com compradores que cortam, pulem e fabricam as gemas que são vendidas em joalherias. Embora exista certa correlação entre os preços das gemas em bruto e os preços das gemas polidas, é improvável que os preços mais baixos em uma venda da De Beers façam diferença para o consumidor final.

Mesmo assim, as ações de joalherias do varejo dos EUA se mexeram com a notícia, e as ações da Tiffany & Co. e da Signet Jewellers caíram na segunda-feira.

O negócio dos diamantes de baixa qualidade, que tendem a ser pequenos e falhos, está em dificuldades devido à oferta excessiva. Grandes centros de corte, como Surat na Índia, foram pressionados por margens de lucro mais baixas e pela depreciação da rupia.

Também existe o receio de que o lançamento de gemas artificiais da De Beers aumente a concorrência, especialmente na extremidade inferior do mercado. Mas não há indicação de que isso tenha prejudicado a demanda até o momento.

A De Beers é famosa por controlar rigorosamente o mercado de diamantes. A empresa vende gemas em 10 vendas por ano no Botswana para um seleto grupo de clientes. Espera-se que os compradores especifiquem o número e o tipo de diamantes que desejam e, em seguida, realizem as compras a um preço definido pela De Beers.

Normalmente, os compradores devem aceitar quaisquer gemas colocadas à venda, mas há sinais de que isso esteja começando a mudar. Em setembro, a empresa tomou a medida incomum de permitir que seus clientes se recusassem a comprar algumas gemas de menor qualidade.

Segundo o acordo, os compradores atacadistas, conhecidos no setor como "sightholders", ainda teriam que comprar sua cota de gemas antes do final do ano. A redução de preços nesta semana torna mais fácil para eles comprarem sua alocação.

Embora a De Beers costume modificar os preços em suas vendas, a companhia historicamente favoreceu a restrição da oferta como uma ferramenta para gerenciar o mercado. Como nunca divulga os preços, é impossível saber quando foi a última vez em que a companhia os reduziu tanto. As últimas grandes reduções ocorreram no início de 2016, em meio a uma crise de crédito em toda a indústria e ao enfraquecimento da demanda na China. No entanto, essas reduções de preços foram em percentuais de um único dígito.