PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Margarita Louis-Dreyfus pede empréstimo a Credit Suisse: Fontes

Andy Hoffman, Jan-Henrik Foerster e Javier Blas

13/11/2018 11h44

(Bloomberg) -- Margarita Louis-Dreyfus, comandante da trading agrícola que leva seu sobrenome, pediu um empréstimo ao Credit Suisse para comprar a participação de familiares na companhia, segundo pessoas com conhecimento do assunto.

O banco suíço está trabalhando no empréstimo para ela e seu fundo Akira, de acordo com as fontes, que pediram anonimato porque os detalhes são confidenciais. Na semana passada, Margarita anunciou que conseguiu financiamento, mas não revelou os termos ou quem concederia o empréstimo.

A injeção de caixa é altamente necessária para a herdeira nascida na Rússia. Ela vinha retirando dividendos da firma para comprar ações de parentes, avaliadas em cerca de $900 milhões.

Margarita já havia pedido ao Credit Suisse crédito para comprar ações, tomando US$ 475 milhões em 2016. Não está claro se a nova linha será usada para refinanciar essa dívida.Representantes de Louis Dreyfus e Credit Suisse se recusaram a comentar.

A compra de ações faz parte do plano da presidente do conselho de tomar controle quase pleno da maior corretora mundial de arroz e algodão cru. Sob um contrato assinado pela família anos atrás, Margarita precisa comprar as ações oferecidas por parentes em determinados períodos. O relacionamento azedou e os familiares vêm oferecendo quantidades maiores de ativos, obrigando a bilionária a gastar centenas de milhões de dólares para adquirir as ações.

A firma enfrentou grande turbulência neste ano, incluindo a saída de importantes executivos e queda nos lucros. A Louis Dreyfus pagou US$ 411 milhões em dividendos aos acionistas neste ano, embora o lucro no primeiro semestre tenha caído em mais de um terço.Na semana passada, Margarita sinalizou que estuda vender uma participação, abrindo o negócio familiar para gente de fora pela primeira vez desde a fundação, em 1851.

Repórteres da matéria original: Andy Hoffman em Genebra, ahoffman31@bloomberg.net;Jan-Henrik Foerster em Zurich, jforster20@bloomberg.net;Javier Blas em Londres, jblas3@bloomberg.net

PUBLICIDADE