ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Waymo lança primeiro serviço de transporte sem motorista: Fonte

Tom Randall

13/11/2018 15h17

(Bloomberg) -- Em apenas algumas semanas, a humanidade poderá dar o primeiro passeio pago na era dos carros sem motorista.

Waymo, a sigilosa subsidiária da empresa controladora do Google, a Alphabet, planeja lançar o primeiro serviço comercial de transporte sem motorista do mundo no início de dezembro, segundo uma pessoa familiarizada com os planos. O serviço será operado sob uma nova marca e competirá diretamente com a Uber e a Lyft.

A Waymo está mantendo o novo nome em segredo até o anúncio formal, disse a pessoa, que pediu para não ser identificada porque os planos não foram anunciados publicamente.

"A Waymo vem trabalhando na tecnologia de direção autônoma há quase uma década, com a segurança no centro de tudo o que fazemos", afirmou a empresa em comunicado enviado por e-mail. Um porta-voz da Waymo preferiu não comentar o nome do novo serviço nem o momento do lançamento.

Este é um marco importante para os carros autônomos, mas não será exatamente um momento de mudança drástica. A Waymo não planeja realizar um evento de mídia chamativo, e o serviço não estará disponível em uma loja de aplicativos em breve, de acordo com a pessoa familiarizada com o programa. Em vez disso, o serviço será iniciado aos poucos - talvez com dezenas ou centenas de passageiros autorizados nos subúrbios ao redor de Phoenix, cobrindo cerca de 260 quilômetros quadrados.

A primeira leva de clientes provavelmente será extraída do Programa de Primeiros Passageiros da Waymo - um grupo de teste com 400 famílias voluntárias que vem usando carros da Waymo há mais de um ano. Os clientes que migrarem para o novo serviço serão liberados de seus contratos de não divulgação, o que significa que terão liberdade para falar sobre isso, tirar selfies e levar amigos ou até mesmo membros da imprensa em passeios. Novos clientes na região de Phoenix serão incorporados gradualmente à medida que a Waymo adicionar mais veículos à sua frota, para garantir um equilíbrio entre a oferta e a demanda.

O lançamento de um serviço de transporte comercial marcará o fim do intenso sigilo que cercou o programa da Waymo - e a pesquisa sobre veículos autônomos em geral - desde que o Google começou a trabalhar nele, uma década atrás. "Isso posiciona a Waymo muito à frente de todos os outros", disse Nick Albanese, analista de mobilidade inteligente da Bloomberg New Energy Finance. "A GM é a outra líder, mas provavelmente lhe falta mais de um ano para fazer isso. É muito impressionante."

Ser o primeiro tem suas vantagens. Estabelece credibilidade e possibilita que a Waymo construa uma rede de veículos, estações de manutenção e serviços de suporte robustos o suficiente para atrair os clientes da Uber e da Lyft. O início antecipado também faz com que o serviço de transporte da Waymo seja avaliado em cerca de US$ 80 bilhões - mesmo antes do lançamento -, de acordo com uma análise feita por seis analistas do Morgan Stanley em agosto.

No entanto, a vantagem inicial da Waymo não é insuperável. A GM planeja iniciar um serviço semelhante de transporte no final do ano que vem, enquanto Tesla, Daimler, Volkswagen e outros concorrentes não estão muito atrás - cada um com sua própria abordagem para resolver os desafios tecnológicos e sociais de tirar os motoristas humanos do carro.

Mais Economia