PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Dois ingredientes perigosos chegam ao jantar de Ação de Graças

Deena Shanker

21/11/2018 12h01

(Bloomberg) -- Primeiro foi o peru. Agora é a salada.

Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) alertaram os consumidores americanos na terça-feira a evitarem a alface romana, que pode estar contaminada com a bactéria E. coli, que produz a toxina Shiga.

Mesmo para quem tem um pouco de alface na geladeira e não ficou doente, o órgão está pedindo que os consumidores joguem o restante fora e lavem e higienizem as prateleiras ou gavetas onde o alimento esteve armazenado. O comércio varejista e os restaurantes também não devem servi-la. Até o momento há 32 casos notificados, incluindo 13 internações.

O alerta surge em meio a um surto de salmonela relacionado ao peru. Desde 5 de novembro, 164 pessoas foram contaminadas por uma cepa de salmonela conhecida como Salmonella Reading, segundo os CDC.

"Nossa oferta de alimentos enfrenta problemas", disse Bill Marler, advogado com décadas de experiência em litígios focados em acusações de doenças transmitidas por alimentos. O número de surtos em 2018 ultrapassa por muito o que foi visto anteriormente.

O mais preocupante desse surto da alface romana, segundo ele, é que a bactéria tem a mesma impressão genética da cepa de E. coli que começou em dezembro de 2017. (No entanto, não é a mesma do surto de abril relacionado à alface romana, de origem atribuída a Yuma, no Arizona, nos EUA).

"Isso é muito chocante e significativo", disse em entrevista. "O significado provável disso é que tenha sido cultivada na mesma área e contaminada pelo mesmo vetor."

Ainda assim, segundo Marler, o peru representa a maior ameaça deste feriado americano. O motivo é que as famílias podem usar outras verduras em suas saladas, mas haverá peru na maioria das mesas no Dia de Ação de Graças. Ele aconselha a não lavar o peru para não espalhar as bactérias pela cozinha e a cozinhá-lo a 165 graus. Além disso, recomenda que as pessoas lavem as mãos com frequência, e também os utensílios de cozinha, bancadas e qualquer coisa que entrar em contato com o peru cru.

"Leve a sério o fato de que o peru provavelmente estará contaminado com salmonela."