PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Corrida do ouro dos carros elétricos atrai startups na China

Bloomberg News

12/12/2018 12h27

(Bloomberg) -- A corrida do ouro no mercado de carros elétricos da China está ganhando mais uma concorrente em meio à briga de várias fabricantes locais por posição antes da ofensiva planejada pela Tesla.

A Xpeng Motors inicia a entrega de seu primeiro modelo comercial na quarta-feira, quatro anos após ser fundada pelo empresário He Xiaopeng e por sócios em Guangzhou, no sul da China. O SUV G3 oferece credibilidade instantânea e receitas à Xpeng, enquanto centenas de outras startups ainda trabalham em protótipos e competem por recursos de investidores.

O que está em jogo é um mercado que deverá disparar e atingir centenas de bilhões de dólares nas próximas décadas em um momento em que o governo chinês está promovendo veículos mais ecológicos como alternativa aos carros movidos a gasolina. As marcas locais estão tentando ganhar relevância e garantir sua sobrevivência antes que a Tesla, de Elon Musk, comece a fabricar carros em Xangai, no ano que vem, e que gigantes internacionais como Volkswagen e Ford Motor inundem o mercado com modelos eletrificados produzidos no país.

"Muito poucas serão bem-sucedidas", disse He, em entrevista, em Guangzhou. "A Xpeng muito provavelmente será uma delas."

A Xpeng entregará o primeiro lote de SUVs com cinco lugares, com preços que vão de US$ 29.000 a US$ 41.000, depois de seus funcionários terem testado o modelo nos últimos 14 meses. A Tesla iniciará no ano que vem a entrega de versões mais sofisticadas produzidas nos EUA do sedã Model 3 com preço de cerca de US$ 78.000 antes de começar a produzir o veículo no país.

Os preços mais baixos das concorrentes chineses provavelmente atrairão os compradores, mas elas precisam convencer os clientes da qualidade e do apelo da marca de seus veículos. Além disso, as startups enfrentarão desafios para ampliar a capacidade de produção, algo que tem gerado dificuldades para concorrentes como Tesla e NIO e que pode facilmente custar centenas de milhões de dólares.

Equilíbrio

He disse que a Xpeng tem um fluxo de caixa saudável, o que ajudará a sustentar a empresa pelo menos durante os próximos 25 meses. A empresa precisa vender mais de 100.000 veículos para equilibrar as contas e sua margem de lucro deverá crescer rapidamente quando atingir uma escala maior e começar a ganhar dinheiro com serviços, disse. A Xpeng não programou nenhuma oferta pública inicial, segundo seu diretor financeiro, Brian Gu.

A Xpeng levantou mais de 10 bilhões de yuans (US$ 1,4 bilhão) com investidores como a Alibaba Group Holding, a Foxconn Technology Group e o fundador da Xiaomi, Lei Jun, todos interessados em apoiar uma fabricante de veículos que são capazes de coletar dados que as empresas de tecnologia podem monetizar por meio de aplicativos e serviços. Com mapas e software da Alibaba, controles de voz, vídeos ao vivo e streaming de música, o G3 é como um smartphone sobre rodas.

"Os recursos inteligentes são essenciais para que a XPeng atraia jovens e ela precisa ter um desempenho melhor que as demais", disse Nannan Kou, analista da Bloomberg NEF em Pequim. "A chave para a XPeng é o volume que ela é capaz de oferecer."

--Com a colaboração de Tom Mackenzie.

To contact Bloomberg News staff for this story: Yan Zhang em Pequim, yzhang1044@bloomberg.net